Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal
Trending

Chapada: Itaetê também tem mais de 4 mil eleitores que não fizeram o recadastramento biométrico

O município chapadeiro tem 4.300 eleitores que ainda estão em débito com a Justiça Eleitoral.

O município de Itaetê, na Chapada Diamantina, também tem mais de 4 mil eleitores que ainda não realizaram o recadastramento biométrico, obrigatório para as eleições municipais de 2020. De acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), o eleitor que não regularizar situação não poderá votar e terá o título cancelado.

De acordo com o Biomaps, aplicativo para monitoramento da biometria, em Itaeté, dos 10.808 eleitores convocados, apenas 6.508(60,22%) realizaram a coleta dos dados. Sendo assim, 4.300 cidadãos ainda estão em débito com a Justiça Eleitoral. Com a conclusão da revisão biométrica em todo o estado prevista para 2020, o próximo pleito ocorrerá com obrigatoriedade de identificação biométrica para todas as cidades baianas.

Conforme a Justiça Eleitoral, o procedimento garante mais segurança ao processo, uma vez que o reconhecimento pela digital impede que um eleitor vote com a identificação de outro. Com o cancelamento do título eleitoral, além da impossibilidade de votar, o cidadão fica sem condições de ser empossado em cargo público, matricular-se em instituição de ensino, tirar passaporte na Polícia Federal, obter empréstimos em instituições financeiras, etc.

Atendimento
Para regularizar a situação eleitoral e/ou realizar a coleta dos dados biométricos, o cidadão pode optar pelo atendimento com hora marcada por meio do site ou telefone da Justiça Eleitoral. Para agendar o serviço, basta acessar www.agendamento.tre-ba.jus.br ou entrar em contato com os números 0800 071 6505 ou pelo whatsapp (71) 3373-7223. Com informações de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios