CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal
Trending

#Polêmica: “Decepção absoluta”, dizem empresários liderados por donos da Riachuelo e da Havan ao abandonarem Bolsonaro

"Eu me sinto absolutamente traído como eleitor", disse o presidente do Instituto Brasil 200 ao comentar sobre a demissão de Sérgio Moro.

O desembarque do ministro da Justiça, Sérgio Moro, do governo do presidente Jair Bolsonaro nesta sexa-feira (24) gerou impacto direto no empresariado bolsonarista. Gabriel Kanner, presidente do Instituto Brasil 200, afirmou que o grupo, formado por empresários que apoiavam o presidente estão bastante decepcionados com a interferência do ex-capitão.

“Eu me sinto absolutamente traído como eleitor. Acho que todos que acreditaram no discurso do combate à corrupção se sentem traídos”, disse em entrevista à Folha de S. Paulo. Entre os integrantes do bloco estão o dono das lojas Havan, Luciano Hang, e o Flávio Rocha, dono da Ricachuelo.

Hang, conhecido pelo terno verde-e-amarelo e pela defesa insana de Bolsonaro, que disse nas redes que está ao lado de Moro. “Obrigado por tudo que você fez pelo nosso país. Gerações e gerações lembrarão do seu legado. O povo brasileiro estará sempre ao seu lado. Estamos juntos”, escreveu o empresário. A redação é da Revista Fórum.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios