Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundoTop
Trending

#Mundo: Casal passa por diversas situações durante pandemia e vive lua de mel sem fim

Tudo começou com um casamento na capital egípcia, Cairo, em 6 de março. Agora estão num resort nas Maldivas adaptado pelo governo, mas não é o paraíso que parece.

Tudo começou com um casamento na capital egípcia, Cairo, em 6 de março. Oito anos após o primeiro encontro, Khaled, 36, e Peri, 35, se casaram em uma cerimônia com familiares e amigos.

Alguns dias depois, o casal que vive em Dubai viajou para a cidade mexicana de Cancún em lua de mel, em meio a uma preocupação global: o novo coronavírus parecia naquele momento uma preocupação distante, ainda que já tivesse se espalhando pelo mundo.

Ainda que tenha passado a evitar aglomerações, o casal não esperava que a pandemia fosse afetar seus planos. Mas quando voltavam para casa via Turquia, Dubai passou a restringir o retorno de expatriados.

Em entrevista à BBC, Peri conta que eles começaram a receber mensagens durante o voo de pessoas perguntando se iam conseguir chegar a Dubai por causa da nova lei. Como já estavam no ar, eles imaginaram que seriam autorizados a viajar. Mas eles não puderam embarcar na conexão em Istambul.

Próximo destino
As novas regras entraram em vigor quando eles deixavam o México. Já na Turquia, eles ficaram dois dias presos no aeroporto e não tinham acesso a lojas ou puderam pegar as malas porque estavam sem a passagem da viagem.

Decidiram então pesquisar na internet quais países permitiriam a entrada de egípcios sem necessidade de visto. Havia uma opção: as Maldivas.

O conjunto de ilhas com praias paradisíacas até havia sido considerado pelo casal como destino da lua de mel em vez do México.

Depois do alívio de conseguir passar pela imigração e de ter acesso às malas, eles passaram a enfrentar novos obstáculos. Não haviam levado computadores e não poderiam trabalhar à distância, se fosse necessário.

Ao chegar no resort em uma das ilhas, o casal percebeu que estava entre os poucos hóspedes ali, e a maioria aguardava voos para voltar para casa.

Quando esses hóspedes foram embora, o hotel fechou e o casal egípcio foi transferido para outra ilha, onde a mesma coisa aconteceu novamente.

Leia matéria completa da BBC no site do G1…

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios