Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Festa em Pintadas faz prefeito decretar ‘lockdown’ até domingo; município registra 31 casos de covid

O churrasco, que começou na cidade e terminou em uma fazenda, reuniu moradores de Pintadas e de outros municípios da região.

Devido a uma festa realizada no final de maio, a população de Pintadas, na Chapada Diamantina, viu o número de casos positivos da covid-19 subir bruscamente. Até o dia 10 de junho o boletim epidemiológico apontava para dois casos confirmados, sendo um já curado. Em 24h, o número de casos pulou para 11, e até o boletim da última quarta-feira (17) já constam 31 infectados pelo vírus, sendo três recuperados. Dezenove estão com suspeita da doença, 168 em monitoramento e 22 casos descartados.

Em entrevista ao portal G1, o prefeito João Batista (DEM), o popular Batista da Farmácia, afirma que a festa começou na cidade e terminou em uma fazenda e reuniu moradores de Pintadas e de outros municípios da região. Segundo ele, todos os nove primeiros casos confirmados estavam no evento.

“Na verdade, tínhamos dois casos, já tinha feito todas as barreiras de contaminação. Só que no dia 29, dia 30, houve concentração de jovens, aniversário e churrasco, desrespeitando nosso decreto. Nesse decreto, é proibido qualquer tipo de aglomeração. E aí esses jovens fizeram essa aglomeração nesse aniversário e houve churrasco. E aí começou esse aumento grande com as pessoas que estavam e de lá para cá tivemos esse aumento grande, que espalhou para os familiares e outras pessoas”, relata Batista em entrevista.

Diante do exposto, o prefeito decidiu agir energicamente, para conter o avanço da transmissão comunitária, e emitiu um decreto no último sábado (13) com duração de três dias, até a última terça-feira (16). Entre as medidas, constava a proibição e a circulação de pessoas, exceto em caso justificável, e determina o fechamento total do comércio, conhecido durante a pandemia como ‘lockdown’. As lojas do ramo alimentício, bem como distribuidoras de água e gás, só foram liberadas para abrir em forma de entrega em domicílio, até às 16h.

Para Batista, a medida surtiu um pouco de efeito e reforça que o problema maior é o contato das pessoas. “O maior remédio para isso é o isolamento social. Se não fizer isso, não consegue combater o vírus. Lockdown permanece. Fizemos para sete dias e, no domingo (21), a gente vai avaliar”, finaliza o prefeito para o portal G1.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios