Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEditorialMenu PrincipalTop
Trending

#Polêmica: Prefeito de Salvador ACM Neto critica lotação de leitos na capital com pacientes do interior

A preocupação de Neto tem um motivo: a estratégia para retomada das atividades em Salvador é pautada na taxa de ocupação de leitos de UTI.

O prefeito ACM Neto (DEM) cobrou mais “firmeza” por parte dos prefeitos do interior do estado na contenção do novo coronavírus. No início da pandemia, o número de pessoas que moravam em Salvador e ocupavam leitos chegou a 90%. Agora, esse número é inferior a 60%. Segundo o democrata, “não adianta Salvador fazer todo esforço se as demais cidades não acompanharem”.

A preocupação de Neto tem um motivo: a estratégia para retomada das atividades em Salvador é pautada na taxa de ocupação de leitos de UTI. Ou seja, quanto menor o índice, maior o número de estabelecimentos que poderão voltar a funcionar. A quantidade de pacientes de fora da cidade que são transferidos para unidades médicas da capital baiana para tratar a doença inviabiliza totalmente o plano. Apesar do problema, Neto disse que não fará “nenhuma restrição ao interior”.

“Quando a gente observa a situação dos leitos hospitalares, se vê que a grande concentração está na capital. Independentemente se a pessoa nasceu em Santo Antônio de Jesus ou Salvador ela tem que vir”, disse. “São vidas humanas que importam do mesmo jeito. Mas, é claro que nós em Salvador não podemos pagar o preço de eventuais decisões não tão firmes de outros prefeitos”.

A primeira fase da retomada econômica na capital baiana, que engloba os shoppings centers e templos religiosos, só poderá ser adotada após a taxa de ocupação e leitos de UTI ficar em, no máximo, 75% por cinco dias consecutivos. Atualmente, o índice é de 79%. A pressão dos empresários pela reabertura tem ficado cada vez maior. O chefe do Palácio Thomé de Souza se dirigiu aos prefeitos do interior, mas não teceu crítica alguma ao governador Rui Costa (PT), aliado dele durante o combate ao vírus.

“Neste momento, o que espero é firmeza dos prefeitos, como estamos fazendo desde o início da pandemia para que não haja uma superlotação dos leitos em Salvador. O número de pessoas de Salvador que procuram atendimento na cidade vem caindo”. Na primeira fase do plano de reabertura, o protocolo define que o funcionamento dos shoppings estará restrito ao período das 12h às 20h, de segunda a sábado.

As praças de alimentação estarão proibidas. Os estacionamentos só poderão ter 50% da lotação. Todos os funcionários deverão utilizar máscaras. A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, 2.783 novos casos da Covid-19, com 51 óbitos e 2.548 curados. As confirmações ocorreram em 394 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (42,90%). As informações são da Tribuna da Bahia.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios