CidadesCuriosidadesEditorialMenu PrincipalTop
Trending

#Brasil: MPF nega pedido do senador Flávio Bolsonaro para mudar data de acareação com Paulo Marinho

Flávio Bolsonaro, na época deputado estadual, não era investigado, mas um relatório produzido no âmbito da operação apontou movimentação financeira suspeita do ex-assessor dele na Alerj, Fabrício Queiroz.

O Ministério Público Federal negou o pedido do senador da República Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Bolsonaro, para mudar a data da acareação entre ele e o empresário Paulo Marinho na investigação do suposto vazamento da operação Furna da Onça.

A operação da Polícia Federal investigou esquemas de corrupção na Assembleia Legislativa do Rio ligados ao ex-governador Sérgio Cabral. Flávio Bolsonaro, na época deputado estadual, não era investigado, mas um relatório produzido no âmbito da operação apontou movimentação financeira suspeita do ex-assessor dele na Alerj, Fabrício Queiroz.

Paulo Marinho diz ter ouvido do próprio Flávio que um delegado da Polícia Federal vazou informações da operação. Flávio Bolsonaro nega.

A acareação está marcada para o dia 21 deste mês, no Rio de Janeiro. A defesa do senador informou que ele não vai comparecer nesta data porque, por lei, parlamentares têm direito a marcar dia, local e hora para seus depoimentos. Os advogados vão questionar ainda a atuação do procurador responsável pela investigação.

A Globo não pode mais dar detalhes sobre outra investigação, a das rachadinhas, conduzida pelo Ministério Público do Rio. A pedido do senador Flávio Bolsonaro, principal investigado, a 33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio proibiu a Globo de divulgar documentos e informações do inquérito, sob sigilo. A Globo vai recorrer. As informações são do G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios