CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo
Trending

#Brasil: Laudo diz que cadeirante morreu por tiro em confronto com PM; polícia registrou como infarto

O cadeirante entro em confronto com policiais militares em Cuiabá, no Mato Grosso.

Em perícia realizada por meio do exame de necrópsica foi constatado que Antônio Simão Martins, de 50 anos, foi morto na última-terça-feira (23) por tiro. O cadeirante entrou em confronto com policiais militares em Cuiabá, no Mato Grosso.

O laudo contradiz o que foi informado pela PM no boletim de ocorrência, no qual é descrito que o cadeirante morreu por conta de um infarto fulminante.

O tenente-coronel da PM, Edylson Figueiredo Pintel, afirmou ao G1 que houve tiros disparados pelos policiais, mas que os militares não omitiram a informação e que registraram a troca de tiros na ocorrência.

“Inicialmente foi apresentado pela equipe médica que não havia nenhuma perfuração de arma de fogo nessa pessoa e também o diagnosticaram com uma possível parada cardíaca, sem nenhuma especificação”, explicou.

Pintel revelou ainda que após a perícia, um inquérito foi instaurado, além da análise nas armas usadas pelos policiais.

Entenda o caso
Acionada, a Polícia Militar foi até o local, pois segundo denúncia, Antônio estaria assustando os moradores do bairro Barra do Graças ao disparar tiros.

Ao ser abordados pelos policiais, o cadeirante teria disparado contra a viatura, segundo versão dos agentes. Com isso, um dos PMs efetuou um disparo e posteriormente a vítima foi socorrida, mas durante o resgate Antônio sofreu um infarto.

Um inquérito para apurar o caso foi instaurado, a Polícia Civil segue no comando das investigações para identificar a circunstância da morte do cadeirante. As informações são da Revista IstoÉ e do portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios