AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: A cada 100 pessoas infectadas pela covid-19 na região, uma morre por complicações da doença

Os dados foram reunidos em uma defesa de mestrado da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).

A cada 100 pessoas infectadas pela covid-19 na região da Chapada Diamantina, uma não sobrevive a complicações da doença e acaba morrendo. Esse é um índice abaixo da média nacional, de 2,6%, de acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), reunidos em mestrado de estudante da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).

O número é parte da base de informações confiáveis do projeto desenvolvido pela mestranda em ensino de ciências ambientais Quíssilla Antunes, que considera situação e possíveis projeções do vírus nos 25 municípios do território da Chapada, conforme Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan-BA) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Após aumento na circulação de pessoas, devido à liberação dos transportes rodoviários intermunicipais, reabertura de principais cidades turísticas, como Mucugê e Lençóis, e as campanhas eleitorais, o aumento de casos da covid-19 se intensificou, mostrando contraste aos efeitos dos bloqueios realizados de março a setembro de 2020.

Após um aumento de casos em novembro, o mês de dezembro trouxe uma série de óbitos e de pessoas adoecidas em razão do vírus. Ou seja, a região viveu uma primeira onda tardia. Ainda conforme o estudo, o mês de fevereiro obteve o efeito do relaxamento das medidas restritivas, e a pesquisa já evidenciava que os colapsos da rede de saúde era uma realidade prevista para a partir do mês de fevereiro.

Imagens do município de Lençóis antes da crise sanitária se alastrar no país | FOTO: Montagem do JC/PML |

Na questão dos óbitos, uma análise de média de sete dias, neste mês de fevereiro de 2021, entre as grandes cidades que cercam a Chapada, Barreiras e Brumado estão em 11° e 19° lugares, enquanto Itaberaba ocupa o 21°, com 3.700 casos, e Irecê o 16° posto. Enquanto isso, Seabra, núcleo populacional do Território, ocupa a 35ª posição no Estado, com 2.489 casos, e a primeira posição na Chapada, seguida por Morro do Chapéu (75ª posição estadual – 1231 casos).

Até o dia 30 de janeiro, 12.263 pessoas já tinham sido contaminadas por coronavírus no Território, representando 3,15% da população chapadeira. Segundo os dados, cidades como Seabra, Souto Soares, Morro do Chapéu e Iraquara continuam apresentando a maior quantidade de casos no Território. Em contrapartida, Iramaia é o local de menor número, superando o município de Novo Horizonte.

Além disso, até o momento da pesquisa, a região tinha cerca de seis óbitos para cada 20.000 pessoas diagnosticadas com coronavírus, com O índice de letalidade territorial de 0,96%. O estudo, que pode ser conferido aqui, revela quantitativos da covid-19 no âmbito territorial da Chapada, bem como a proliferação do vírus na região. Confira aqui o estudo.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios