CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Curso de Beneficiamento de Cera amplia conhecimento de apicultores de comunidade em Boa Vista do Tupim

A prefeitura informa que a formação será realizada entre os dias 10 e 12 de maio, de forma presencial.

Um curso de ‘Beneficiamento de Cera’ será realizado na comunidade do ‘Entrocamento’, no município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, entre os dias 10 e 12 de maio, de forma presencial. O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) disponibiliza material básico e o curso é dividido em teoria e prática. Conforme apuração do Jornal da Chapada (JC), a gestão do prefeito Helder Lopes Campos, o popular ‘Dinho’ (PSDB), tem promovido inúmeras formações para agricultores da região.

“O município vem incentivado a atividade apícola desde 2019 com a realização de cursos básicos em apicultura que tem duração de 40 horas e enxerga nós apicultores e no potencial de pasto apícola existente em Boa Vista do Tupim, o desenvolvimento rural e o crescimento financeiro dos munícipes”, declara a secretária de Agricultura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Edvânia Cerqueira, ao JC, acrescentando que a comunidade do ‘Entrocamento’ é referência em apicultura.

“O curso de beneficiamento de cera é a segunda capacitação da turma do ‘Entrocamento’, que fez o básico em fevereiro, beneficiar a cera, que hoje custa em torno de R$100 o quilo, é garantir que a própria comunidade tenha os insumos necessário para o desenvolvimento da atividade, diminuindo os custos e incentivando a prática de uma nova atividade geradora de renda consorciada com a colheita do mel. O intuito é garantir que o próprio município produza os itens necessários para o desenvolvimento da atividade”, completa Cerqueira ao JC.

Essa turma já está formada e seguindo para a segunda capacitação. Além disso, a secretária explica que as “turmas são de mínimo de 10 e máximo de 15 pessoas”. Qualquer pessoa pode solicitar a participação, desde que tenha de 18 até 60 anos de idade, sendo limitada por conta da pandemia. Além disso, há um banco de dados para casos de desistências.

“Estamos realizando em média três cursos por mês no município. Já realizamos cinco com tema apicultura, dois com o tema meliponicultura e dois seminários, agora o beneficiamento de cera, que agrega valor a produção e diminui custos, para esse e quaisquer outros temas voltados ao meio rural é preciso formar turmas e agendar sempre com um mês de antecedência. Estamos dando prioridade pra fazer direto na comunidade, assim evitamos o deslocamento até a sede”, informa a titular da pasta ao JC.

Jornal da Chapada

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios