Jornal da Chapada

#Bahia: Sindilimp pressiona e trabalhadores de limpeza urbana ameaçam parar na próxima terça

Negociação está travada e o pedido dos trabalhadores é de reajuste de 9%.

Os trabalhadores de limpeza urbana de Salvador podem paralisar a partir da próxima terça-feira (26). Segundo a coordenadora-geral do sindicato, Ana Angélica Rabello, a categoria continua insatisfeita com a falta de reajuste dos salários dos profissionais. A negociação está travada e o pedido dos trabalhadores é de reajuste de 9%.

“A partir do dia 26 a cidade pode não ter coleta. A situação está insustentável. Os trabalhadores não saíram das ruas ainda por conta da pandemia. Mas a qualquer momento pode estourar uma paralisação. Hoje foi o dia todo de negociação. Já tivemos reunião no MP e vai ter outra no dia 25. O sindicato tem tentado negociar a data-base. Infelizmente as negociações não avançaram”, contou Ana Rabello.

Ainda conforme a coordenadora, a campanha salarial dos trabalhadores de limpeza urbana de Salvador é debatida entre o SindilimpBA e o sindicato patronal desde maio. Já foram feitos diversos debates sobre as demandas com as empresas e representantes de órgãos públicos.

“As empresas têm alegado que desde a última gestão de ACM Neto não têm tido os reajustes previstos no contrato. Não é admissível essa situação. Tivemos 15 reuniões com o patronal e não conseguimos evoluir tanto. Os trabalhadores estão cansados com tudo isso”, finalizou. As informações são do Muita Informação.

Pular para a barra de ferramentas