Paulo Souto diz que PT deve pedir desculpas por oito anos de desgoverno

souto

O pré-candidato ao governo pelo DEM, Paulo Souto | FOTO: Reprodução |

“O PT baiano deveria pedir desculpas ao povo pela tragédia que seu governo vem causando à Bahia na segurança pública, na saúde e na educação”, afirmou o pré-candidato oposicionista, Paulo Souto, em entrevista ao radialista Raimundo Varela, na Rádio Sociedade, na manhã desta terça-feira (6). Souto citou, como um dos exemplos da tragédia, o crescimento alarmante da violência na gestão do governador Jaques Wagner, quando, em pouco mais de sete anos, 34 mil baianos foram assassinados, número de vítimas superior ao da guerra do Iraque. “Salvador tornou-se a 13ª cidade mais violenta do mundo, onde os bandidos não dão trégua aos cidadãos. No último domingo, houve o crime bárbaro da professora que foi, com o filho de cinco anos, comprar pão e acabou sendo assassinada por ladrões”, lamentou o pré-candidato.

Para Paulo Souto, o caos da saúde pública na Bahia não é mais por falta de eficiência, mas por desumanidade. “É inadmissível que pacientes dependentes de remédios de alta complexidade não estejam tendo acesso aos medicamentos por causa do descompromisso do governo com a vida das pessoas, que é notório na questão da segurança e se evidencia diariamente na saúde pública em hospitais e postos de saúde”.

Os péssimos índices da educação pública baiana, entre os piores do Brasil, na avaliação do pré-candidato oposicionista, refletem também o total descaso do governo petista com o futuro da Bahia. “Será que os nossos jovens não merecem uma oportunidade na vida?”. Diante da calamidade estadual, Souto garantiu que sua prioridade, no caso de eleito, é recuperar a qualidade dos serviços públicos essenciais, como segurança pública, saúde e educação. “O povo mandou este recado nas manifestações de 2013. Não ouviu quem não quis”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.