Setre divulga resultado das Organizações Sociais para gestão de 10 novos Centros Públicos de Economia Solidária

cesol

| FOTO: Marcelo Reis |

A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) publica nesta quarta-feira (2) o resultado das Organizações Sociais (OS) habilitadas para cuidar da implantação e gestão de 10 novos Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol’s). Elas foram convocadas por meio da Chamada Pública 003/2013. Serão beneficiados com os dez novos Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol’s) os Territórios de Identidade da Bacia do Rio Grande, Itaparica, Semiárido Nordeste II, Piemonte Norte do Itapicuru, Piemonte da Diamantina, Médio Rio de Contas, Baixo Sul, Extremo Sul, Costa do Descobrimento, Chapada Diamantina, Litoral Norte, Agreste de Alagoinhas, Portal do Sertão, Irecê e Vitória da Conquista.

Recursos
Os centros públicos de economia solidária estão previstos no Programa Vida Melhor, criado para ampliação da renda familiar pelo trabalho, estimulando o empreendedorismo, a produção e a comercialização. Eles irão oferecer, gratuitamente, no prazo de dois anos, assistência técnica e operacional aos empreendimentos associativos populares e solidários e às redes de economia solidária e comércio justo e solidário.

Habilitadas
No resultado da avaliação feita pela Comissão Julgadora da Setre, as instituições que obtiveram o maior Índice Técnico da Proposta (ITP), por Lote, são as seguintes: Lote 1 – Portal do Sertão e seguintes municípios: Lamarão, Valente, Candeal, Biritinga, Serrinha, Ixu, Teolândia, Retirolândia e Conceição de Coité. – A habilitada foi a Associação Central de Cidadania. Lote 2 – Vitória da Conquista e município de Itapetinga. A habilitada: Instituto Oficina da Cidadania Lote 3 – Irecê. A habilitada: Comunidade Cidadania e Vida – COMVIDA.

No Lote 4 – Bacia do Rio Grande, a habilitada foi o Instituto Luis Gama. Lote 5 – Itaparica e Semiárido Nordeste II a habilitada: Organização Filhos do Mundo – FEME. Lote 6 – Piemonte Norte do Itapicuru e Piemonte da Diamantina e seguintes municípios: Monte Santo, Cansanção e Itiúba a habilitada foi o Grupo Solidário de Geração de Renda – ARESOL. Lote 7 – Médio Rio de Contas e Baixo Sul a habilitada: Associação Beneficente Josué de Castro.

Já no Lote 8 – Extremo Sul e Costa do Descobrimento, a OS habilitada foi Associação Lutar pela Vida e Cidadania – ALVA. Lote 9 – Chapada Diamantina a habilitada Central de Apoio aos Empreendimentos de Economia Solidária – CAEES: Lote 10 – Litoral Norte e Agreste de Alagoinhas a habilitada foi o Centro de Estudos Socioambientais – PANGEA. A próxima etapa é de entrega e avaliação da documentação das organizações. Outras informações podem ser obtidas com a Coordenação Vida Melhor pelo telefone: (71) 3115-1693.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.