Candidatos ao governo baiano recebem mais de R$ 22 milhões em doações

Postado em set 8 2014 - 11:25am por Jornal da Chapada
candidatos

Rui Costa (PT) foi o que mais arrecadou: R$ 14,6 milhões, ante R$ 1 milhão registrado na primeira prestação parcial | FOTO: Reprodução |

Somam mais de R$ 22,7 milhões as doações oficiais feitas aos postulantes ao governo baiano, Paulo Souto (DEM), Rui Costa (PT), Lídice da Mata (PSB) e Renata Mallet (PSTU). Pelo menos é o que consta na segunda prestação parcial de contas apresentadas à Justiça Eleitoral pelos candidatos. Conforme a Justiça Eleitoral, os postulantes Marcos Mendes (PSOL) e Da Luz (PRTB) apresentaram a prestação sem lançamento de receita. Na prestação de conta, é possível distinguir que os principais financiadores da campanha ao governo baiano são as construtoras OAS e UTC Engenharia, a Cervejaria Petrópolis, Candeias Energia S/A, o frigorífico JBS e a Suzano Papel e Celulose S/A. Juntas, já doaram mais de R$ 14 milhões.

Rui Costa (PT) foi o que mais arrecadou: R$ 14,6 milhões, ante R$ 1 milhão registrado na primeira prestação parcial. O maior doador da campanha do petista foi a construtora OAS: mais de R$ 3,3 milhões. Em segundo vem a UTC Construtora, cerca de R$ 3 milhões; a Cervejaria Petrópolis, com a doação de R$ 1 milhão; e a Candeias Energia, também R$ 1 milhão. O segundo que mais arrecadou foi o democrata Paulo Souto, que conseguiu cerca de R$ 5,6 milhões de doações. Em agosto, a prestação de conta era de R$ 1,5 milhão.

Entre os que favoreceram a campanha do democrata estão a Construtora Odebrecht S/A, com R$ 200 mil; a Fibria Celulose S/A, com R$ 500 mil; e Suzano Papel e Celulose S/A., com mais de R$ 3,9 milhões. Já a socialista Lídice da Mata, arrecadou R$2,5 milhões e em agosto R$1,4 milhão. O principal patrocinador dela é o frigorífico JBS S/A com doação de mais de R$ 1 milhão. Em seguida vem a A CR Almeida Engenharia, que doou R$ 450 mil, e o empresário Carlos Seabra Suarez e Maria Paula Lanat Suarez, que juntos somaram a quantia de R$ 300 mil. A candidata Renata Mallet conseguiu apoio de mais de R$ 28,8 mil. Na primeira prestação, ela recebeu mais de R$ 22 mil originados de pessoas físicas e da direção estadual do PSTU. Extraído da Tribuna da Bahia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.