Paulo Souto se reúne com promotores do Ministério Público

souto

Candidatos da oposição durante encontro com promotores do Ministério Público | FOTO: Valter Pontes/Coperphoto |

A situação alarmante da segurança pública na Bahia esteve na pauta do encontro do candidato a governador, Paulo Souto, da coligação “Unidos pela Bahia”, com representantes do Ministério Público Estadual, no início da tarde desta quarta-feira (10), no escritório político da chapa oposicionista. Ao lado de Geddel Vieira Lima, postulante ao Senado, Paulo Souto propôs à comitiva de promotores, liderada pelo presidente da Associação do Ministério Público do Estado da Bahia, Alexandre Souza Cruz, a participação do MP nas forças tarefas, uma das medidas que pretende adotar, no caso de eleito, contra o crime organizado.

“São grupos especiais que integram as polícias civil e militar em ações de combate aos crimes de impacto, como assalto a bancos, grupos de extermínio e tráfico de drogas. Já fizemos isso em gestões anteriores com sucesso e a participação do Ministério Público é importante”, explicou Souto. A proposta foi aprovada pelo grupo.

O candidato a governador revelou ainda a sua determinação de criar uma controladoria geral para melhor controle, transparência e avaliação do governo. “Se eleito, a minha intenção é manter uma relação construtiva com o Ministério Público a fim de que o entendimento sempre prevaleça em qualquer questão”.

O problema da saúde pública na Bahia também veio à tona durante o encontro. A promotora Janina relatou o caso de Nazaré das Farinhas, onde faltam atendimento clínico e leitos de UTI. Paulo Souto denunciou a remessa irregular de medicamentos da assistência básica às prefeituras baianas pelo governo do PT, o que contribui para agravar a situação da saúde pública no interior do estado.

O financiamento insuficiente do SUS, com uma legislação flexível para a união e dura para os estados e municípios na distribuição de recursos, foi criticado por todos. “Hoje caiu a participação relativa da União, que era de 60% do bolo para 55%”, disse Souto.

O presidente da Associação do Ministério Público, Alexandre Soares, considerou louvável a demonstração de espírito democrático de Paulo Souto com a abertura de diálogo com os promotores do Ministério Público. “Ele demonstrou ser sensível às demandas desta categoria e instituição que serve a toda a sociedade”, afirmou. Após o encontro com os representantes do MP, Paulo Souto se reuniu com um grupo de procuradores da Procuradoria Geral do Estado.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.