Paulo Souto diz que “o PT é um exterminador de empregos”

valter

Paulo Souto em Cruz das Almas com militantes dos partidos da oposição | FOTO: Valter Pontes/Coperphoto |

“O governo do PT é um exterminador de empregos”, disse o candidato a governador, Paulo Souto, da coligação “Unidos pela Bahia”, em Cruz das Almas, na noite desta segunda (22), reagindo à notícia do fechamento de novas fábricas na Bahia, dessa vez da Penalty, em Itabuna e Mutuípe, com previsão de demitir cerca de mil funcionários. “Fábricas que trouxemos para a Bahia com tanto esforço estão indo embora, sem que haja uma reação da atual administração. Isso precisa mudar”, afirmou, ao lado dos companheiros de chapa, Joaci Góes (vice) e Geddel Vieira Lima (senador).

De acordo com Souto, caso eleito, a política de atração de empresas para a Bahia será retomada, descentralizando o desenvolvimento e ajudando a diminuir as desigualdades regionais existentes no estado. “Os empresários precisam voltar a perceber que existe aqui um ambiente saudável para seus negócios. Mas esse é um governo que deu as costas às empresas e, portanto, também para os trabalhadores, que estão perdendo seus empregos”, criticou o democrata.

Paulo Souto lembrou que a Bahia, na sua gestão, era a sexta maior economia do país, enquanto, hoje, ocupa a oitava posição, tendo sido ultrapassada por Santa Catarina e Distrito Federal, que só tem uma cidade, Brasília. “O PT anuncia a chegada de uma indústria e deixa fechar cinco. A mesma situação ocorre na saúde, com hospitais sendo fechados no interior por falta de apoio desse governo insensível que aí está”, disse, ao lado dos candidatos José Carlos Aleluia, Antonio Imbassahy e Lúcio Vieira Lima, a deputado federal, e Edson Ribeiro e Pedro Tavares, a deputado estadual.

No comício, o prefeito de Cruz das Almas, Dr. Jean, denunciou a perseguição do governo petista à cidade. “Faço política desde 1978 e nunca vi algo parecido com o que faz o PT. Logo depois que assumi a prefeitura, eles fecharam a UTI do nosso hospital. Fiz um grande esforço em Brasília para reabri-la, mas o governo retirou os recursos estaduais para a unidade de saúde e a UTI passou a operar apenas com verba municipal, o que nos custa R$ 2 milhões”, informou. “Essa é maneira do PT governar, com mentiras e perseguição”, completou o vice-prefeito, Edinaldo Ribeiro.

Paulo Souto condenou a atitude antidemocrática da atual gestão petista. “Como pode um governo que se diz republicano perseguir prefeitos de partidos que não o apoiam? Isso não é democracia. E, agora, às vésperas das eleições, abrem a torneira de um estado quase falido para tentar mudar a vontade do povo. Mas, assim como aconteceu em Salvador, os baianos vão demonstrar seu espírito de liberdade nas urnas”, asseverou.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.