Vereador reforça apoio a projeto que identifica racismo e intolerância religiosa no Carnaval

Postado em fev 7 2015 - 10:04am por Jornal da Chapada
suica

De acordo informações da Sepromi, o atendimento será realizado por meio do Centro Nelson Mandela, em Salvador, durante os seis dias de Carnaval | FOTO: Reprodução |

O combate ao racismo e à intolerância religiosa ganha este ano um importante aliado, durante o Carnaval de Salvador. A afirmação é do vereador Luiz Carlos Suíca (PT), que ressalta a importância do projeto e das ações da Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). Nesta sexta-feira (6), o Governo do Estado apresentou a metodologia e os endereços para as denúncias. “O projeto garante o atendimento jurídico, social e psicológico para as vítimas. Esse é mais um importante passo para o respeito à diversidade e contra a intolerância. O racismo velado que existe na sociedade brasileira costuma se aflorar com os festejos. A iniciativa é, antes de tudo, uma reparação.”, frisa Suíca.

De acordo informações da Sepromi, o atendimento será realizado por meio do Centro Nelson Mandela, em Salvador, durante os seis dias de Carnaval. O equipamento funcionará excepcionalmente no Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN), de quinta-feira a sábado, das 18 às 22h, e de domingo a terça, das 14 às 22h. Ainda conforme a secretaria, todas as denúncias serão registradas. A vítima pode se dirigir ao prédio do órgão, localizado na Ladeira do Passo, número 42, Pelourinho, ou fazer as denúncias pelos telefones 162 e (71) 3117-7438.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.