Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Brasil: Juiz federal é flagrado dirigindo Porsche de Eike Batista

foto
O flagrante foi publicado nesta terça-feira pelos jornais Extra e O Globo | FOTO: Rafael Moraes/Jornal Extra |

O juiz Flávio Roberto de Souza, titular da 3ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro e que determinou a apreensão dos bens de Eike Batista, foi flagrado dirigindo o Porsche Cayenne branco do empresário. O flagrante foi publicado nesta terça-feira pelos jornais Extra e O Globo, no mesmo dia em que o magistrado foi visto chegando à sede da 3ª Vara Criminal com o veículo. O Porsche foi apreendido junto com outros cinco veículos na casa de Eike durante operação da Polícia Federal no início de fevereiro. O veículo de luxo não está na lista dos cinco carros do empresário que devem ir a leilão nesta quinta-feira (26).

foto
Em outra fotografia enviada ao jornal, o veículo de Eike aparece estacionado na garagem do magistrado, de acordo com a reportagem | FOTO: Reprodução |

Reportagem do jornal O Estado de São Paulo também flagrou o juiz dirigindo o veículo no centro do Rio, próximo à sede do Tribunal Regional Federal. Imagens obtidas pelo O Globo mostram o juiz dirigindo o carro do empresário desde a sua residência, na Barra, até o Centro da cidade. Em outra fotografia enviada ao jornal, o veículo de Eike aparece estacionado na garagem do magistrado, de acordo com a reportagem. “É um fato da maior gravidade. Um bem apreendido precisa estar em poder da Justiça Federal, não na casa do juiz responsável pela decisão”, diz Sérgio Bermudes, advogado de Eike que denunciou o caso, ao jornal O Globo.

De acordo com a Agência Estado, o juiz se defendeu alegando que levou o veículo para a garagem de seu prédio, na Barra da Tijuca, porque não havia vagas no pátio da Justiça Federal para todos os veículos apreendidos de Eike. Disse que levou os dois veículos mais caros, o Porsche e uma Hillux, e comunicou o Detran. Segundo o juiz, o objetivo era evitar que o carro fosse danificado ao ficar exposto aos efeitos do sol e da chuva.

Apesar de chegar para dar expediente dirigindo o Porsche branco nesta terça, por volta das 10h30, o magistrado negou o uso do veículo em proveito próprio. “O carro estava em depósito na garagem fechada desde o dia em que foi apreendido até hoje. Ele nunca foi usado e só veio hoje para o pátio da Justiça porque entrará no próximo leilão e ficará exposto para os interessados”, afirmou Souza. Um ofício obtido pelo G1 mostra que o juiz Flávio de Souza pediu autorização ao Detran para que dois carros que pertenciam ao empresário, dentre eles o Porsche Cayenne, passassem a ser utilizados pela Justiça Federal. Extraído do site da Revista Época.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios