Sindicato de mototaxistas quer linha de financiamento na Desenbahia para a categoria

Postado em fev 24 2015 - 4:00pm por Jornal da Chapada



sindicato

O presidente do Sintmoto Maxsuel dos Santos entre o governador Rui Costa e o deputado Valmir Assunção | FOTO: Divulgação |

O Sindicato dos Mototaxistas, Trabalhadores Motociclistas, Motoboys e Motofretes (Sintmoto) de Eunápolis, extremo sul da Bahia, solicita do Governo do Estado uma linha de crédito para financiar, via Desenbahia, a compra de motos de até 300 cilindradas. A entidade esteve com o governador Rui Costa (PT) e o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) para debater o assunto e entregar uma proposta sobre a demanda. De acordo com o presidente do Sintmoto, Maxsuel Dias dos Santos, com a intervenção do deputado petista, foram agendadas reuniões com o sindicato, a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e com a própria Desenbahia, para analisar a isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços [ICMS] na compra das motos.

“O analista de desenvolvimento da gerência de Desenvolvimento de Produtos da Desenbahia, Jeronimo Jorge de Medina, solicitou uma série de documentos do sindicato e já providenciamos toda a documentação, aguardamos agora a liberação da linha de financiamento para beneficiar a categoria”, destacou Santos, durante encontro com o governador e o deputado na última quinta-feira (19), em Vera Cruz, distrito de Porto Seguro.

As categorias relacionadas ainda não contam com nenhum benefício por parte do Governo da Bahia para a renovação de frotas dos veículos. Diferente do que acontece nos estados do Amapá e Tocantins, que já têm este tipo de benefício. Para o deputado federal Valmir Assunção, “a Bahia hoje conta com mais de 600 mil profissionais mototaxistas que, juntamente com os motoboys e motofretes, necessitam do apoio do governo e de incentivos para a troca dos veículos”.

Atualmente existe um projeto em tramitação na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), que beneficia a categoria com aquisição de motos de até 150 cilindradas, mas não é o suficiente. “Esse projeto não contempla a pauta de reivindicações da categoria que pediu a Rui Costa a isenção de ICMS para motos de até 300 cilindradas. Tenho certeza que o governo buscará as medidas necessárias para a liberação da linha de crédito para os mototaxistas, motoboys e motofretes da Bahia. Precisamos abrir em primeiro lugar uma linha de crédito especial para as cidades de Eunápolis e Porto Seguro”, completa Assunção.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.