CidadesCuriosidadesMenu PrincipalSaúde

Chapada: Paciente morre no Hospital Geral de Itaberaba após parto; prefeitura lamenta

hgi33
Na nota, a administração do prefeito João Filho deixa claro que o falecimento de Ana Paula não está relacionado à falta de atendimento profissional | FOTO: Jornal da Chapada |

O município de Itaberaba, na Chapada Diamantina, atualmente administrado pelo prefeito João Almeida Mascarenhas Filho (PP) registrou a morte de uma paciente no Hospital Geral (HGI), na última terça-feira (10), por problemas ocorridos após ela dar à luz. O assunto movimentou os sites e redes sociais nesta quarta-feira (11) com imagens da jovem Ana Paula da Silva Sampaio circulando em diferentes perfis. A Assessoria de Comunicação da prefeitura emitiu nota tentando explicar o caso com informação da Secretaria de Saúde do Município e da Diretoria do HGI. De acordo com o texto enviado também para o Jornal da Chapada, a prefeitura lamenta o óbito, assim como todos os servidores e equipe médica do hospital.

A administração local assegura que o bebê passa bem e que a paciente teve “toda assistência médica necessária”. Os dados foram passados pelo diretor do HGI, o médico obstetra Wilmar Ferreira Martins Júnior, que tentou solucionar o problema ocorrido após o parto. “Vale ressaltar que Ana Paula foi acompanhada por uma equipe médica reforçada. Ali estavam, além de Wilmar Ferreira, o cirurgião geral Aderne, o anestesista Everaldo, a pediatra Iracema e a enfermeira especializada em obstetrícia Leidjane”, diz texto enviado para a imprensa.

Bebê passa bem
Na nota, a administração de João Filho deixa claro que o falecimento de Ana Paula não está relacionado à falta de atendimento profissional e diz que a equipe médica informa que “a criança passa bem, e que o parto normal ocorreu sem agravante”. Ainda no texto da prefeitura, a enfermeira Ana Paula Saar, lamenta a morte da paciente e avalia que foi uma fatalidade. Ela ressalta que qualquer paciente submetido a um processo cirúrgico, corre o risco de sofrer consequências pós-operatórias. “Toda a equipe do HGI está profundamente abalada pelo falecimento da paciente. Nós trabalhamos a todo o momento com a finalidade de que ficasse tudo bem. Trabalhamos para salvar vidas. Infelizmente, desta vez, não foi possível”, frisa.

hgi
Segundo a administradora do hospital, Mariza Barbosa Mendes, a unidade de saúde “está apta a realizar procedimentos cirúrgicos geral | FOTO: Jornal da Chapada |

Histórico do hospital
Ainda no texto enviado para a imprensa, a prefeitura municipal informa que o HGI é uma unidade de média complexidade, credenciado, e de referência em saúde, que atende a população de Itaberaba e região. “[Foram] realizados ao longo dos últimos seis anos, mais de 4,5 mil partos, dos quais, mais de 2 mil foram normais. Nesse período, a equipe do HGI registrou em suas estatísticas, três óbitos de pacientes que deram à luz. Desses casos, um foi de uma paciente de outra cidade, que chegou às dependências da Emergência em estado grave”.

Segundo a administradora do hospital, Mariza Barbosa Mendes, a unidade de saúde “está apta a realizar procedimentos cirúrgicos geral e obstétrico, ortopedia, partos normais e traumatologia” e tranquiliza as grávidas que contam com o serviço na cidade. “Estamos habilitados a receber as parturientes da nossa cidade e região”, assegura. O Jornal da Chapada vai acompanhar o caso e procurar a família da vítima para se pronunciar sobre o ocorrido.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas