CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Itaberaba: Delegado conclui inquérito e pede prisão preventiva dos bandidos que invadiram casa de ex-secretário

jc1
Bandidos invadem casa de ex-secretário e levam documentos que comprovam corrupção na gestão do prefeito João Filho | FOTO: Divulgação/Jornal da Chapada |

O delegado regional do município de Itaberaba, na Chapada Diamantina, Jean Silva Souza, concluiu o inquérito policial que investigou o assalto à mão armada, ocorrido no dia 15 de janeiro, na residência do ex-secretário de Administração do prefeito João Mascarenhas Filho (PP), Alberto Magno Almeida Leal. Na conclusão do coordenador regional da Polícia Civil, datada de 11 de março (45 dias após o crime), o delegado indiciou e pediu a prisão preventiva dos marginais Lúcio Flávio Soares Santos, Gilvan Alves dos Santos e Eduardo Ferreira Lopes, vulgos ‘Nego Lúcio’, ‘Gil Paraibano’ e Eduardo ou Van, respectivamente. “Tempestivamente determino à senhora escrivã que após realizadas as formalidades legais proceda na remessa dos referidos autos à autoridade judiciária para a devida análise e envio dos mesmos ao Ministério Público, a fim de que seja proposta a competente ação penal, na forma que melhor entender”, diz o inquérito policial.

Leia mais e entenda o caso:
Itaberaba: Ex-secretário apresenta novos fatos e diz que prefeito quer mudar foco da denúncia

Confira vídeo completo da operação dos bandidos

Os três bandidos foram enquadrados pelos crimes previstos no artigo 288, parágrafo único (associação criminosa), e no artigo 157, parágrafo 2, incisos I, II e V (roubo qualificado por emprego de armas e concurso de pessoas), todos do Código Penal brasileiro. “Conforme se infere dos autos, no dia 15 de janeiro de 2015, os indiciados em coautoria e armados com um revólver, calibre 38, planejaram e executaram o roubo qualificado à residência do senhor Alberto Magno Almeida Leal, fazendo reféns”, diz trecho da peça divulgada pelo delegado Jean Souza. Ele se refere à Cleidenêia de Souza Araújo, Dalva de Souza Cruz e a menor C. de S.L, que foram reféns dos bandidos durante o assalto que subtraiu papéis e documentos, que, segundo o declarante Alberto Magno Almeida Leal, “continha informações de fraudes e desvio de verbas públicas, ocorrida na gestão do prefeito João Filho”.

“Ocorre que, toda execução do crime foi filmada pelo circuito externo de câmeras de segurança da residência, sendo dois autores prontamente identificados pelas vítimas, que também fizeram reconhecimentos formais”, narra ainda a peça subscrita pelo delegado regional. Apesar das evidências, o delegado deixou de indiciar o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Zenildo Nascimento Aragão, conhecido por Paraná (PHS) e o prefeito João Filho por “ausência de indícios suficientes de autoria contra os mesmos”.

Jornal da Chapada

Confira imagens da operação dos bandidos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também:
Itaberaba: Prefeito vai a jornal afirmar que ex-secretário cobrava propina de empresa em seu governo
Itaberaba: Carro de presidente da Câmara aparece nas filmagens; confira vídeo da invasão à casa do ex-secretário
Chapada: Vídeo exclusivo mostra a invasão à casa do ex-secretário de Itaberaba
Chapada: Ex-secretário vai à rádio e detona prefeito de Itaberaba e vereador da base; confira áudio
Chapada: Secretário de Itaberaba tem residência invadida por bandidos e acusa prefeito e presidente da Câmara

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas