Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Chapada: Produtores de Jacobina discutem cadeia produtiva do leite durante exposição em Mundo Novo

leite
De acordo com informações do Sebrae Jacobina, a cadeia produtiva do leite gera 37% dos empregos formais no campo | FOTO: Reprodução |

Até o domingo (19), agropecuaristas do Centro-Norte baiano se reúnem na 49ª Exposição Agropecuária de Mundo Novo (Expo Mundo Novo). Com entrada gratuita, o evento acontece no Parque de Exposições do município, localizado na Avenida Numa Alves Barreto. Como parte integrante da programação, o Sebrae e o Sistema Faeb/Senar, por meio do Comitê Gestor do Programa Viver Bem no Semiárido, realizam neste sábado (18), das 8h às 10h, no Sindicato Rural de Mundo Novo, a palestra “Comercialização do Leite e Derivados – perspectivas e oportunidades para a mesorregião de Jacobina”, ministrada pelo especialista em mercado, Aldir Parisi. Os interessados em participar podem se inscrever no local do evento.

O gestor do programa Viver Bem no Semiárido no Sebrae Jacobina, Valdemir Matos, explica que a palestra tem como objetivo regionalizar a discussão da comercialização do leite. “O foco é alinhar o discurso e buscar as soluções de forma regionalizada. Este será o primeiro de muitos outros eventos que realizaremos buscando alcançar volume de produção de leite com qualidade e sem os efeitos da sazonalidade, requisitos essenciais para se fechar bons contratos”, disse Matos.

De acordo com o gerente regional do Sebrae Jacobina, Geronilson Ferreira, a cadeia produtiva do leite tem um papel relevante no suprimento de alimento, emprego e renda, com a geração de 37% dos empregos formais no campo. “A modernização, ações gerenciais e técnicas realizadas com produtores e pequenos e médios laticínios são exemplos exitosos de ações que estão sendo investidas pelo Sebrae”, destacou o gerente.

Para Ferreira, a exposição também possibilita a troca de experiências e fortalecimento do setor. “Esta é uma grande oportunidade que temos de interagir com os parceiros, fomentar tecnologias, a exemplo do FIV (fertilização in vitro), e ao mesmo tempo analisar as perspectivas e oportunidades de mercado, fortalecendo os elos da cadeia produtiva do leite, no propósito maior de fortalecer os territórios”. Segundo ele, as agroindústrias devem dialogar com os produtores e municípios. “Temos produtores, matéria-prima, capacitação e infraestrutura, e o mercado aguarda produtos com valor agregado”.

O evento foi iniciado no dia 15 e é realizado pelo Coopercentral, com o apoio do Sebrae, Governo do Estado, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), Serviço Nacional de Aprendizado Rural (Senar) e Prefeitura. As informações são do Sebrae Jacobina.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios