CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

TSE inocenta Jaques Wagner de acusação de divulgação de pesquisa antecipada

foto
Wagner divulgou pesquisa eleitoral sem registro, o que lhe valeu condenação e uma multa de R$ 53 mil | FOTO: Reprodução |

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou, a noite da terça-feira (25), a condenação do ministro da Defesa e ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, por divulgação de pesquisa fora do período permitido, revertendo decisão anterior do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).

O caso aconteceu em maio de 2014, quando em entrevista à Radio Metrópole o então governador Wagner havia citado números de uma pesquisa de opinião sobre o cenário das eleições na Bahia, cujos candidatos em questão eram Rui Costa (PT) e Paulo Souto (DEM).

Para os juízes do tribunal baiano e para a relatora do processo 6560/2014 no TSE, ministra Maria Thereza, Wagner divulgou pesquisa eleitoral sem registro, o que lhe valeu condenação e uma multa de R$ 53 mil. Com informações do Política Livre.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios