CidadesCuriosidadesMenu Principal

Vereador de Salvador aponta para medidas que evitará tragédias na cidade

foto
O vereador da capital Leandro Guerrilha | FOTO: Reprodução |

O vereador de Salvador Leandro Guerrilha (PSL), que vem cobrando a Operação Chuva de forma permanente em favor da vida das famílias soteropolitanas desde o início do seu mandato, se mostra bastante satisfeito com a nova releitura da Defesa Civil (Codesal) anunciada nesta terça-feira (15) e que acata dois dos seus importantes pleitos: a contratação de um sistema de alerta comunitário sobre chuvas fortes na cidade, bem como se pensar a operação de forma permanente. “Se fazer operação chuva dentro da realidade, antes e depois e não apenas durante o período chuvoso está entre minhas principais bandeiras de mandato. Afinal, a chuva não avisa quando vem e conter o estrago é muito mais difícil. Porém, sem dúvida, as medidas preventivas podem evitar as consequentes tragédias”.

Leandro Guerrilha acredita que o sistema de alerta, por exemplo, vai ajudar a gestão municipal, a prevenir um dos maiores problemas sociais que é o risco de desabamento de encostas, onde existem habitações irregulares. “E que podem ser fatais quando potencializadas pelas chuvas sazonais entre os períodos de março à julho”. O plano de reestruturação da Codesal, assim como as ações realizadas pela administração municipal no período chuvoso de 2015, foram apresentados pelo hoje e, conforme destaca o vereador, foi assegurado por ACM Neto a contratação de um sistema de alerta e alarme, que vai trabalhar com tecnologia de ponta na montagem dessa rede que vai integrar toda a comunidade por meio de mensagem (SMS), informando às pessoas do risco iminente, e também atuar por meio da educação nas escolas e associações comunitárias para mostrar o que o cidadão não deve fazer para ampliar o risco e como deve se comportar diante de uma chuva intensa em Salvador.

“E as famílias soteropolitanas, em especial, as que moram em área de risco, com certeza, agradecem”. A reestruturação do órgão está sendo feita através de projeto de lei que, após aprovado, possibilitará maior autonomia e flexibilização operacional do órgão, com aumento de quadro de pessoal através de concurso público para contratação de mais 52 profissionais do ensino superior, médio e estagiários. Também será possibilitada a criação de um Comitê Interinstitucional de Ações de Emergência, atuação descentralizada nas Prefeituras-Bairro e qualificação e atualização dos recursos humanos existentes.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios