CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Brasil: Relatório sobre os acidentes de trânsito nas rodovias federais é divulgado pelo Ipea

foto 2
Nos últimos 10 anos, o Brasil registrou um aumento no número de acidentes e mortes em rodovias federais. Entretanto, nos últimos 4 anos, esse número vêm reduzindo | FOTO: Jornal da Chapada |

Com base nos dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou, nesta quinta (23), o relatório Acidentes de Trânsito nas Rodovias Federais Brasileiras. Em 2014, aconteceram 169.163 acidentes nas rodovias federais, que custaram ao país R$ 12,3 bilhões. O Ipea estima ainda que, se somar aos que ocorreram nas estradas estaduais e municipais, o valor pode chegar a R$ 40 bilhões.

Segundo o Ipea, os acidentes que causaram mortes responderam por menos de 5% do total de ocorrências, mas representaram cerca de 35% dos custos totais, indicando a necessidade de políticas públicas que reduzam os acidentes e sua letalidade. Em 2014, 64,7% dos custos estavam associados às vítimas, como cuidados com a saúde e perda de produção devido às lesões ou morte, e 34,7% aos veículos, como danos materiais e perda de cargas, além do serviço de remoção dos veículos acidentados.

Esses custos recaem sobre a sociedade. Uma parte recai sobre o orçamento público, seja federal, estadual ou municipal, outra sobre o setor privado, com a perda de produtividade, e sobre as famílias, com seu empobrecimento. Ainda de acordo com o Ipea, a perda de produção é o principal componente desse custo. E conclui, inferindo que os gastos com fiscalização, principalmente nos estados, e os investimentos em infraestrutura rodoviária, de manutenção e equipamentos de segurança viária, são inferiores aos custos que os acidentes dão para a sociedade.

Acidentes
Segundo os dados do relatório do Ipea, nos últimos dez anos, o Brasil registrou aumento de 50,3% no número de acidentes em rodovias federais. As mortes cresceram 34,5% e a quantidade de feridos, 50%. Entretanto, nos últimos quatro anos, esses números vêm reduzindo; de 2010 a 2014, as mortes diminuíram aproximadamente 4,5%. Essa redução de acidente e de mortes está associada à intensificação e melhora da fiscalização, com investimentos em tecnologia e capacitação de policiais. Com informações da Agência Brasil.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas