Incêndios florestais no Parque Nacional da Chapada Diamantina são todos debelados, diz ICMBio

Postado em nov 27 2015 - 11:14pm por Jornal da Chapada
icmbio

Imagem divulgada pelo ICMBio mostra àrea do rio Lençóis e Morrão após o fim dos incêndios | FOTO: Hudson Félix |

A equipe que administra o Parque Nacional da Chapada Diamantina confirmou que todos os focos de incêndios florestais foram debelados, após consumir ao menos 30 mil hectares de vegetação. Em publicação na noite desta sexta-feira (27), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), fez um resumo da atual situaçao e disse que a região deve passar, nos próximos meses, por mais um período de seca, devido ao fenônemo El Niño.

“Após semanas de combates no Parque Nacional da Chapada Diamantina, no dia 26 [quinta] os diversos incêndios florestais em curso foram controlados. Com a realização de um reconhecimento aéreo na tarde de hoje [sexta] constatou-se que as chuvas que caíram em toda a região na madrugada foram o suficiente para debelar todos os focos de incêndios”, aponta trecho da nota.

Os administradores do parque ainda apontam que o clima do ano de 2015 no nordeste do Brasil vem sendo marcado pelo fenômeno El Niño de forma bem intensa. “A previsão é que os próximos meses sejam secos, o que reforça a necessidade de alerta. Nestas condições eventuais incêndios, sejam de origem incidental ou criminosa, se propagam com maior intensidade e são mais difíceis de serem combatidos”.

Participação nos combates
Conforme divulga o ICMBio, as atividades de combate aos incêndios no Parque Nacional contaram com o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), Governo do Estado da Bahia, Corpo de Bombeiros, PrevFogo/Ibama, brigada do Parque Nacional do Pau Brasil (Porto Seguro), brigadas voluntárias dos municípios de Lençóis (BRAL e BVL), Palmeiras (ACV-VC, Barra, Tejuco e Brigada Carcará), Mucugê (Barriguda, Marchas e Combates, Raizzes), Piatã, Ibicoara (ACV-IB, Bicho do Mato e Radical Chapada).

Participaram também dos combates os brigadistas de Barra da Estiva (Guerreiros) Andaraí (Cifa), e envolveram as prefeituras de Palmeiras, Lençóis, Mucugê, Andaraí, Ibicoara, e a Fazenda Igarashi. A equipe do parque ainda lembra do apoio da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), da Universidade Federal da Bahia (Ufba), estudantes Instituto Federal da Bahia (campus de Seabra), além do Grupo Ambientalista de Palmeiras (GAP), e da solidariedade de diversas empresas, comerciantes e cidadãos de vários locais da Bahia e do Brasil.

Jornal da Chapada

Leia também:
Fogo na Chapada: MPF e MPE recomendam adoção de medidas a órgãos da União, Estado e Municípios
Chapada: Chuva apaga focos de incêndio no Vale do Capão; brigadistas monitoram as áreas afetadas
MPF pede que a Polícia Federal apure se incêndios na Chapada Diamantina são criminosos

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

4 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.