Chapada: Mortandade de peixes no Marimbus tem causa natural e comercialização é liberada

Postado em mar 4 2016 - 1:30pm por Jornal da Chapada
foto6

Análise comprovou que a mortandade dos peixes em Andaraí não é proveniente de contaminação por metais pesados | FOTO: Reprodução/Ascom |

Os moradores e principalmente pescadores do paraíso ecológico do Marimbus, um pantanal no coração da Chapada Diamantina, no município de Andaraí, que há cerca de um mês tem se preocupado com a mortandade dos peixes da região, receberam a informação da causa das mortes e retornaram a comercializar o pescado. A análise realizada pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) e pela Vigilância Sanitária e Epidemiológica comprovou que a mortandade dos peixes teve causa natural e não é proveniente de contaminação por materiais como chumbo, mercúrio ou outros metais pesados. Por conta disso, o consumo foi liberado pelas autoridades.

Segundo os especialistas, a diminuição do oxigênio na água gerada pelo excesso de matéria orgânica depositada no fundo das lagoas e pela oxidação de algumas plantas que ficaram submersas nas últimas enchentes causou a morte dos peixes. Segundo secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo, Dário Magalhães, as análises não trouxeram notícias ruins.

Para ele houve “um alívio muito grande. Havia, mesmo que remota, a possibilidade da morte ser em decorrência de algum produto químico. Como foi de ocorrência natural não há nenhuma restrição no consumo de peixes frescos das feiras livres do município”, frisou. Ainda segundo o titular da pasta, a matéria orgânica já está se degradando e, também, decantando-se em decorrência da diminuição do volume e da velocidade da água. Em breve o ecossistema deverá retornar ao seu normal. Jornal da Chapada com informações da Ascom Andaraí.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.