CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Datafolha: Lula e Marina lideram pesquisa para presidente

foort6
No cenário de uma disputa entre Lula, Marina e Aécio Neves, por exemplo, o petista tem 21%, a ex-senadora, 19%, e o tucano, 17% | FOTO: Reprodução |

De ministra a principal adversária. Marina Silva (Rede), que um dia foi titular da pasta do Meio Ambiente do governo Lula, lidera a pesquisa Datafolha ao lado do ex-presidente. De acordo com informações da Folha, no cenário contra Serra (PSDB) – com 11 pontos -, Bolsonaro (PSC) e Ciro Gomes (PDT) – os dois com sete pontos -, os líderes estão com 22 pontos. O maior crescimento foi de Marina, pois no último levantamento, em meados de março, tinha 17% da preferência.

No cenário de uma disputa entre Lula, Marina e Aécio Neves, por exemplo, o petista tem 21%, a ex-senadora, 19%, e o tucano, 17%. Entre meados de dezembro e agora, Aécio perdeu dez pontos percentuais em suas intenções de voto, enquanto Lula e Marina se mantiveram no mesmo patamar. Já Geraldo Alckmin, em um cenário alternativo, encolheu cinco pontos no mesmo período.

Na simulação com Lula, Marina e Aécio, o Datafolha também tem incluído o nome do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que aparece com 8% das intenções de voto. O percentual é o dobro do que o deputado registrava em dezembro do ano passado. No cenário em que o senador José Serra aparece como o candidato do PSDB, Marina e Lula aparecem empatados com 22%, o dobro do tucano, que caiu 4% desde fevereiro, quando registrava 15% de intenção de voto.

Rejeição
Ainda segundo a Folha de S.Paulo, o Datafolha também mediu a rejeição eleitoral dos candidatos. Assim como nos últimos levantamentos, o ex-presidente Lula é o mais rejeitado. Não votariam de jeito nenhum nele 53%. Antes a rejeição era de 57%. As informações são da Folha de S. Paulo com redação do Bocão News.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios