Golpe é para retirar direitos dos trabalhadores do Brasil, diz deputado federal

Postado em set 1 2016 - 8:54am por Jornal da Chapada
valmir

O deputado federal Valmir Assunção | FOTO: Catarine Brum |

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) declarou, nesta quarta-feira (31), após o fim do julgamento que afastou a presidente Dilma Rousseff (PT) definitivamente, que “o processo foi um golpe para aprovar medidas que atentam contra os direitos dos trabalhadores e para salvar os envolvidos em corrupção”. Acompanhando a votação do Palácio do Alvorada, junto com outros parlamentares e movimentos sociais, Valmir lembrou a origem do impeachment com as chantagens do então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), hoje afastado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“A luta está apenas começando. Todo o mundo sabe que o governo Temer é ilegítimo e que a postura do Senado abre precedentes gravíssimos, pois a centralidade do poder sai do voto do povo brasileiro para as mãos de parlamentares que não possuem moral para julgar a presidenta Dilma, condenada por ser uma mulher inocente”, destaca Valmir. O parlamentar afirmou que o golpe ficou ainda mais explícito pelo fato de que os senadores não cassaram os direitos políticos de Dilma. “Foi uma decisão arbitrária, tanto que eles votaram separado a perda dos direitos políticos de Dilma e mantiveram a possibilidade dela exercer cargo público”, completa.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.