Cármen Lúcia vai representar uma luz neste momento obscuro, diz Gilmar Mendes

Postado em set 7 2016 - 10:00am por Jornal da Chapada
foto

O presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, defendeu Cármen Lúcia e criticou Ricardo Lewandowski | FOTO: Reprodução |

Após dizer que o resultado da votação do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff no Senado foi “bizarro”, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, voltou a criticar na última terça (6) a decisão que cassou o mandato da petista, mas manteve os direitos políticos dela. A votação, ocorrida no dia 31 de agosto, foi conduzida pelo colega, ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Após participar da cerimônia de assinatura digital e lacração dos sistemas que serão usados nas eleições municipais, o ministro do STF disse esperar que a futura presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, seja “a luz no momento obscuro”. “Estamos vivendo um momento difícil, de perplexidade, insegurança e essa decisão do Senado [no processo do impeachment] se coloca nesse contexto. Estou confiante que a ministra Cármen Lúcia vai representar uma luz nesse momento obscuro que a gente está passando”.

Responsável por conduzir o julgamento do impeachment, Lewandowski decidiu aceitar um destaque apresentado pela bancada do PT, que pediu que a votação fosse dividida em duas partes: primeira a cassação e depois a pena a ser aplicada. Com isso, Dilma manteve os direitos políticos, apesar de ter sido cassada. Da Agência Brasil.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.