Suíca defende protestos pacíficos e critica repressão policial em Salvador

Postado em set 8 2016 - 10:21am por Jornal da Chapada
SUICA

O vereador Suíca com líderes políticos baianos no Grito dos Excluídos | FOTO: Divulgação |

“Repressão não combina com democracia”. Com essa frase o vereador de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), emitiu sua opinião sobre a desastrosa atuação da Polícia Militar com os manifestantes, que protestavam contra o governo interventor do presidente Michel Temer (PMDB). Conforme Suíca, a atuação da polícia deve ser para garantir a segurança e integridade física dos protestantes. Durante o desfile de 7 de Setembro, o vereador disse que o país passa por um “momento de tristeza” e que “envergonha os brasileiros”. Recentemente, o vereador denunciou ação contra estudantes da Uneb, que protestavam próximo ao campus do Cabula, em Salvador.

“Há, de fato, uma inversão de valores que precisamos expor para a sociedade. Quando é protesto da direita golpista é legítimo, quando o Sem Terra ocupa prédio e faz marchas em busca de melhorias para o campo são vagabundos e desordeiros. Estamos cansados de sermos preteridos por uma elite invejosa e desesperada, que pensa sempre em retomar suas benesses, usando a máquina pública em benefício próprio, esquecendo do povo”, dispara o edil.

Suíca não perdeu a oportunidade de criticar o andamento do governo interventor com os cortes nos programas sociais, Bolsa Família, Pronatec, Fies, Minha Casa, Minha Vida, entre outros, e salientou que o povo não votará em golpistas. “Não adianta, já pegou nas comunidades, nas periferias, no interior. O estigma de golpista é tão forte que parece que está tatuado na cara dos políticos. Basta olhar para a cara deles e tentar se reconhecer, essa ditadura branca também é um dos entraves políticos e sociais do nosso país, é preciso representatividade, e preciso mais diversidade”, finaliza.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.