Líder do PSC na Câmara, Lorena repudia declarações de Bolsonaro

Postado em abr 12 2017 - 9:19am por Jornal da Chapada
loorena

Para Lorena, o pensamento do deputado não comunga com o do partido, que visa a valorização de vidas, a solidariedade, a comunhão e a família | FOTO: Reprodução |

A vereadora e líder do Partido Social Cristão (PSC) na Câmara Municipal de Salvador, Lorena Brandão, repudiou as declarações do deputado federal Jair Messias Bolsonaro, também do PSC, sobre as comunidades quilombolas durante mais uma sessão na Casa Legislativa Municipal. O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro processa o edil por danos morais. Para Lorena, o pensamento do deputado não comunga com o do partido, que visa a valorização de vidas, a solidariedade, a comunhão e a família.

“Não podemos e não vamos concordar com as declarações do deputado Jair Bolsonaro. Esse pensamento sobre negros e comunidades quilombolas é exclusivo e pessoal do deputado e não vai de encontro aos princípios do PSC, que é um partido que busca a valorização humana. Não podemos deixar de nos manifestar, pois estamos em uma cidade a qual temos 50,8%, de acordo com o IBGE, dos seus moradores de cor negra e temos mais de 80 mil famílias quilombolas em nosso país. Além disso, Salvador é, hoje, a cidade mais negra fora da África. É lamentável saber destas declarações do deputado”, disse a vereadora Lorena Brandão em sessão solene na CMS.

Em nota nacional, o PSC afirmou ser um partido cristão, baseado em sólidos valores éticos e morais. De acordo com o artigo 2º do Estatuto do partido, o cristianismo “não segrega, não exclui, nem discrimina, mas aceita a todos independentemente de credo, raça, cor e ideologia, sexo, condição sócia, política, econômica e financeira”. O Brasil, país de tanta diversidade, cultura, culinária e de povos diferentes, não pode continuar sofrendo com insultos preconceituosos em pleno ano de 2017. Os negros, em nossa federação, representam mais 54% da população.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.