Chapada: Prestação de contas do Turismo na região de Mucugê gera polêmica; entenda o caso

Postado em ago 6 2017 - 11:57am por Jornal da Chapada
turismo

A questão surgiu após o aumento do valor da visitação do Parque Municipal Sempre Viva, de R$10 para R$20 por pessoa | FOTO: Montagem do JC/Blog do Anderson |

A utilização do dinheiro arrecadado pelo turismo em Mucugê, cidade da Chapada Diamantina, está sendo o foco de uma polêmica envolvendo o Conselho Municipal de Turismo e Meio Ambiente (Comtur) e a prefeitura municipal. A questão surgiu após o aumento do valor da visitação do Parque Municipal Sempre Viva, de R$10 para R$20 por pessoa.

A presidente da Comtur, Ana Luísa Pimentel, diz que uma das funções da instituição a qual pertence é fiscalizar o poder público e suas ações ao turismo. “A gente não sabe para onde está indo esse dinheiro. Os turistas estão chateados porque o serviço não melhorou”, afirmou Ana Luísa ao Jornal da Chapada.

O órgão enviou dois ofícios à prefeitura com o pedido de prestação de contas, um em junho e outro em julho, mas nenhuma informação foi passada, de acordo com Pimentel. O prefeito Manoel Luz (PSD) foi procurado pela equipe de reportagem do Jornal da Chapada neste sábado (5), mas não foi atendida.

Nesta segunda-feira (7), acontece uma reunião do Comtur onde os seus membros definirão se entrarão com uma ação no Ministério Público para que as contas sejam detalhadas. Segundo Ana Luísa, nenhuma arrecadação ou despesa está sendo informada pela prefeitura. “Tem uma lojinha de artesanato do Parque e ninguém sabe o que se ganha e o que se gasta com ela”, reclamou.

Por Adalício Neto / Jornal da Chapada

Ofícios encaminhados à prefeitura pelo Comtur

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.