Chapada: Editoras e expositores marcam presença na Feira Literária de Mucugê

fligê

Constituída como instrumento de difusão e valorização da obra literária, principalmente de autores locais, a Fligê receberá ainda diversos expositores nos estandes instalados na Praça Coronel Propércio (Calçadão Literário) | FOTO: Divulgação/Fligê |

A Feira Literária de Mucugê (Fligê) é uma realização do Coletivo Lavra em parceria com a Prefeitura Municipal de Mucugê e o Instituto Incluso, com apoio financeiro do Ministério da Cultura (MinC), do Governo do Estado da Bahia – Terra-Mãe do Brasil e das Secretaria de Cultura (Secult) e Fazenda (Sefaz). Contudo, a realização da Fligê não seria possível sem a importante parceria de muitas Editoras.

São elas as responsáveis diretas pela promoção e divulgação de autores consagrados ou da nova geração de escritores. Especializada no acervo de livros voltado para a área acadêmica, seguido de literatura adulta e infanto-juvenil, a LDM (Livraria e Distribuidora Multicampi) atua no mercado de livros da Bahia e participará como livreiro oficial da Fligê mostrando o vasto catálogo de obras.

Constituída como instrumento de difusão e valorização da obra literária, principalmente de autores locais, a Fligê receberá ainda diversos expositores nos estandes instalados na Praça Coronel Propércio (Calçadão Literário). Dentre as editoras presentes estão Caramurê, Edições Uesb, Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Casarão do Verbo, Atualiza, Cousa. O Proler & Lepall, a Cordelteca ZeWalter, a Instituição Dorina Nowill/Acide, a Fainor, Prefeitura de Mucugê e Antônio Andrade Leal integram a lista de expositores.

foto

A Fligê tem o propósito de apresentar, difundir e valorizar a obra literária em sua natureza plural e em diálogo com outras expressões artísticas | FOTO: Montagem do JC |

Proler & Lepall
Durante os quatro dias da Fligê, o Comitê do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler/Uneb de Brumado), que promove ações de incentivo, de pesquisa e de intervenção pedagógica de acesso à leitura e ao livro levará para o estande, junto com o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Alfabetização, Leitura e Literatura (Lepall), as histórias e ações dos projetos, visando a promoção de atividades de envolvimento do público infantil e adulto da Feira Literária em produções literárias, divulgando especialmente a produção poética baiana.

“O Comitê Proler/Uneb de Brumado desenvolve uma metodologia intervencionista que propõe práticas-leitoras que valorizem o saber local, os valores dos sujeitos e as práticas diversificadas de acesso à leitura, sobretudo, a leitura literária, orientando-se, sobretudo, para a formação de mediadores de leitura. Já o Lepall desenvolve e orienta pesquisas e estudos na área de alfabetização, leitura e letramento, com a atenção voltada para a investigação”, explica as coordenadoras dos projetos, professoras Renailda F. Cazumbá e Maria Aparecida Guimarães.

A Fligê tem o propósito de apresentar, difundir e valorizar a obra literária em sua natureza plural e em diálogo com outras expressões artísticas. A programação, totalmente gratuita, dirige-se ao público adulto, mas também, dispõe de um espaço para o encontro do público infantil e comunidade estudantil: a Fligezinha, que permitirá aos participantes, experimentações literárias, além de vivências de leitura inclusiva.

A Feira Literária acontecerá municípios de Mucugê e Andaraí (Vila de Igatu) e nesta edição homenageará o autor de “Os Sertões”, Euclides da Cunha (1866-1909), rememorando assim, os 120 anos da Guerra de Canudos, com o tema “Somos paisagens dos sertões em rotas de composições”, entre os dias 10 e 13 de agosto. As informações são de assessoria.

Serviço
O quê: 2ª Feira Literária de Mucugê.
Quando: de 10 a 13 de agosto.
Onde: Centro Cultural, Praça Cel. Propércio (Calçadão), Casa da Filarmônica, Colégio Horácio de Matos E Espaço Academia da Leitura
Entrada gratuita.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.