Chapada: Escritora participa da Mostra de Turismo e Negócios da Chapada Diamantina

Postado em ago 30 2017 - 5:51pm por Jornal da Chapada
foto

Gésia Cássia Lima diz que o livro ‘Barriguda-Raiz em Flor’ respeita a variedade linguística, trazendo mais de 100 palavras típicas da comunidade quilombola de Mucugê | FOTO: Divulgação | 

Natural de Alagoinhas, mas filha da Chapada de coração, a escritora Gésia Cássia Lima participará da segunda Mostra de Turismo e Negócios da Chapada Diamantina para apresentar seu livro ‘Barriguda-Raiz em Flor’, lançado em dezembro de 2016. A obra, publicada com recursos próprios e co-patrocínio do ‘Café Dois de Julho’, conta em 152 páginas histórias reais e ficcionais de uma das mais tradicionais comunidades quilombolas da Bahia, ‘Barriguda’, localizada em Mucugê, onde vivem atualmente 68 famílias.

Feliz em fazer parte da Mostra – que acontece entre os dias 7 a 10 de setembro na cidade de Mucugê – Gésia diz que “o livro respeita a variedade linguística, trazendo mais de 100 palavras típicas da comunidade. Uma contribuição à literatura baiana. Um convite para toda a família viajar no tempo”. A admiração da autora pela comunidade quilombola começou em 2012 quando a conheceu. “Eles ainda mantêm tradições de uso de chás caseiros, utilizam o moedor de cana artesanal, latadas de palha e a arte de contar “causos” ao som de uma boa chula. E na culinária são especialistas em godó e palma”, ressalta.

As atrações culturais da Mostra de Turismo e Negócios da Chapada Diamantina não param por aí. Além de Gésia Lima, também estarão presentes no evento o fotógrafo, reconhecido internacionalmente, Rui Rezende com a exposição do livro ‘Chapada Diamantina: Um Paraíso Desconhecido’ e o artista plástico Marcelo Novaes, com uma exposição de artes plásticas que vão desde luminárias feitas com tubos PVC a artes abstratas e pinturas, que retratam a participação da Mãe África na formação da cultura baiana.

Todos os dias acontecerão apresentações culturais de artistas locais. Entre as participações confirmadas estão a do Coral Infantil e Adulto da Regente Lília Barato e do Grupo de Dança Pérola Negra, da Comunidade Quilombola da Barriguda.

Turismo e negócios
Ao todo serão 10 stands distribuídos, durante a mostra, numa área de 630m² onde serão expostos e vendidos produtos da economia solidária e criativa da Chapada Diamantina como artesanatos, cachaça, doces, café, morango, mel e derivados dos municípios de Mucugê, Palmeiras, Lençóis, Andarái, Ibicoara, Barra da Estiva, Rio de Contas e Abaíra. A área do evento também contará com uma praça de alimentação e palco para apresentações culturais.

O Sebrae montará uma estrutura onde acontecerão palestras e rodadas de negócios entre produtores e empresários. “O trade turístico também estará presente. Então vamos aproximar os produtores da economia solidária e criativa aos empresários para que estes consumam em seus estabelecimentos produtos oriundos da nossa região. Fomentando a economia local”, destaca Juth Mattos um dos organizadores da Mostra. As informações são de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.