CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

#Bahia: Ex-diretor da OAS, Bruno Dauster ‘estranhou’ ser alvo da Operação Cartão Vermelho

bruno
Dauster foi diretor da OAS, justamente a empresa que formou junto com a Odebrecht o consórcio para a construção da Arena Fonte Nova, investigado pela PF | FOTO: Divulgação |

Indiciado na Operação Cartão Vermelho, deflagrada nesta segunda-feira (26) pela Polícia Federal, o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, afirmou ter estranhado a inclusão do seu nome no rol de investigados. “O secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, estranhou a inclusão do seu nome na operação da Polícia Federal. Disse que não era secretário na época dos fatos investigados e que deseja um amplo esclarecimento o mais rápido possível”, afirmou o titular da pasta, por meio de nota encaminhada pela assessoria.

Dauster foi diretor da OAS, justamente a empresa que formou junto com a Odebrecht o consórcio para a construção da Arena Fonte Nova, investigado pela PF. O secretário da Casa Civil chegou a ter a prisão temporária pedida pela polícia, assim como o ex-governador e atual secretário de Desenvolvimento Econômico Jaques Wagner. As solicitações, no entanto, foram negadas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Texto extraído na íntegra do Bahia Notícias.

Etiquetas
Mostrar mais

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Pular para a barra de ferramentas