ACM Neto diz que caso de investigações contra Jaques Wagner “é lamentável para a Bahia”

Postado em fev 27 2018 - 11:01am por Jornal da Chapada
neto

Neto ressaltou que não comemoraria a situação negativa envolvendo o adversário político | FOTO: Reprodução | 

O prefeito ACM Neto (DEM) disse nesta segunda-feira (26) que lamenta o caso envolvendo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner (PT). Em entrevista concedida na cidade de Cachoeira, no entanto, ele ressaltou que não comemoraria a situação negativa envolvendo o adversário político.

“Não vou comemorar o desastre de um adversário meu, porque um caso desse é lamentável para a Bahia. Agora, está muito claro que o PT foi um partido que se contaminou pela corrupção. A gente já tinha conhecimento de tantos episódios no Brasil e agora, infelizmente, mais esse episódio aqui na Bahia envolvendo Jaques Wagner”, afirmou ACM Neto.

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda uma operação na qual cumpriu mandados de busca e apreensão contra Wagner, sendo um deles na casa do secretário, localizada no Corredor da Vitória, em Salvador. A investigação aponta que Wagner teria recebido R$ 82 milhões de propina por meio do superfaturamento do contrato de demolição e reconstrução da Arena Fonte Nova. “Se os outros erraram que eles paguem o preço dos seus erros”, comentou o prefeito de Salvador.

Cortina de fumaça
Já sobre as declarações do governador Rui Costa (veja aqui), o prefeito de Salvador rebateu e tentou descaracterizar a acusação de que a TV Bahia, afiliada da Rede Globo, chegou à casa de Wagner antes da Polícia Federal. Para Neto, a declaração é ‘lamentável’ e o governador ‘está tentando construir uma cortina de fumaça para encobrir a operação da mais alta gravidade envolvendo o principal aliado político’. As informações são do Bahia Notícias e do Política Livre.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.