#Bahia: Oposição defende que CPI da Fonte Nova tinha objeto específico e diz que arquivamento foi equivocado

Postado em abr 10 2018 - 7:26pm por Jornal da Chapada
capa2

A oposição requereu oficialmente a investigação no último dia 5 de março após uma Operação da Polícia Federal ter apontado o superfaturamento nas obras da arena | FOTO: Divulgação |

A Bancada de Oposição defendeu o pedido de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as obras de reconstrução da Fonte Nova e lamentou a decisão da presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) pelo indeferimento, anunciado nesta terça (10), em entrevista coletiva para a imprensa, pelo presidente da Casa, Angelo Coronel (PSD).

“Lamentamos o resultado, pois o objeto do requerimento foi claro e específico, já que houve denúncias contundentes apresentadas pela Polícia Federal. Dessa forma houve um equívoco na decisão, mas não vamos ajuizar a questão, pois entendemos que o Ministério Público Estadual já abriu uma investigação sobre o assunto”, afirma o líder da Bancada, deputado Luciano Ribeiro (DEM).

A oposição requereu oficialmente a investigação no último dia 5 de março após uma Operação da Polícia Federal ter apontado o superfaturamento nas obras da arena. “A Oposição buscou cumprir o seu papel em fiscalizar e investigar as suspeitas de irregularidades, em relação ao governo do estado na construção do estádio”, reiterou Luciano, frisando que a bancada vai avaliar qual medida tomará daqui pra frente.

O grupo solicitou informações também ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre o contrato de Parceria Público Privada (PPP) para a reconstrução do estádio. No requerimento, o líder questionou se a Fonte Nova e o governo do estado cumpriram as determinações contidas na decisão proferida na sessão realizada no órgão, em 12 de abril de 2016. Com informações de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.