Chapada: População vai às ruas contra a exploração e abuso infantil na cidade de Itaberaba

Postado em maio 18 2018 - 9:59am por Jornal da Chapada
capa

Por conta do feriado municipal do dia da Paróquia a manifestação em Itaberaba acontece, sempre, um dia antes | FOTO: Divulgação/Secom |

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado oficialmente nesta sexta-feira (18), levou milhares de crianças e adolescentes às ruas de Itaberaba, município da Chapada Diamantina, na manhã da última quinta (17). Foi a mobilização realizada pela gestão municipal ‘Cidade de Todos’, do prefeito Ricardo Mascarenhas (PSB). Por conta do feriado municipal do dia da Paróquia a manifestação em Itaberaba acontece, sempre, um dia antes.

Durante a caminhada, que saiu da Praça Castro Alves e percorreu diversas ruas do centro comercial da cidade, até a praça Flávio Silvany, foi realizada panfletagem com informações e orientações sobre como proceder em caso de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Incluindo todos os canais aptos para receber as denúncias e agir na defesa de direitos e proteção de crianças e adolescentes.

Diversos secretários municipais participaram do movimento, além dos profissionais que atuam na Rede de Proteção e Assistência Social do município, incluindo os representantes do Sistema de Garantias de Direitos (SDG), que juntos com a prefeitura de Itaberaba, através da Secretaria Municipal de Ação Social e Cidadania (Seas), formam a Rede Municipal Contra o Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Para o coordenador do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Felipe Lopes, a mobilização, que acontece em todo o país, tem o objetivo de mobilizar toda a sociedade no debate que interessa a todos. “A campanha se estende a outras esferas da sociedade, incluindo unidades escolares e entidades religiosas, com a finalidade de ampliar a rede de proteção contra os abusos”, disse o coordenador.

Já o coordenador de Assistência Social, Givanildo Almeida, destacou que a mobilização em referência ao 18 de maio tem o objetivo de sensibilizar toda a comunidade do município para o combate ao abuso e à exploração através dos canais de denúncia.

“Qualquer cidadão que venha a ter conhecimento de algum ato de violação contra crianças e adolescentes deve, imediatamente, entrar em contato com o Disque 100 ou através de nosso sistema de garantias de direitos que inclui a rede de proteção socioassistencial do município, os conselhos e demais órgãos do Estado e da justiça”, disse o coordenador. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.