Chapada: Lençóis é citada por organização internacional como local sagrado de culto de religião nórdica

Postado em maio 21 2018 - 2:49pm por Jornal da Chapada
capa23

O Ásatrú foi por muito tempo a religião de diversos povos do Norte da Europa, suas raízes são Indo-Europeias e isto significa que tem as mesmas raízes das religiões e culturas dos Celtas | FOTO: Montagem do JC/Jota Freitas |

A cidade de Lençóis, na Chapada Diamantina, foi considerada como local sagrado do culto Asatruar, pelo Consejo Asatruar Libre, da comunidade Cantábria, na Espanha. O Consejo é uma Organização filiada à Asamblea de Cultos de La Naturaleza (ACN), entidade reconhecida pelo governo espanhol, que abarca diversas tradições em vários países. Em contato com o Jornal da Chapada, o representante brasileiro do Conselho Asatruar Livre, o poeta e escritor Luar Aidner Méndez, comentou sobre a escolha do município de Lençóis.

Um dos motivos é que Méndez, membro da Casa Real de Celanova e descendente da linha familiar de Égica (rei Visigodo com raízes Suevas), consagrou alguns lugares para culto e blóts (rituais de oferendas) na região. Além disso, ainda segundo Luar, Lençóis, com seus ares medievais, acolhe um grande número de recursos naturais tidos como sacros por esta religião, como cachoeiras, montanhas, riachos e grutas.

“O fato da cidade de Lençóis ter sido citada oficialmente como local sagrado de culto Asatruar por uma organização internacional, não só reforça a necessidade de preservação ambiental, como também abre um novo e vasto leque de oportunidades para o município, por trazer um novo público para o turismo, principal atividade desenvolvida na região”, diz Luar Aidner Méndez.

capa345

O representante brasileiro do Conselho Asatruar Livre, o poeta e escritor Luar Aidner Méndez | FOTO: Divulgação |

Sobre o culto Asatruar
Observando-se o Decreto n° 119-A, de 7 de janeiro de 1890 que proíbe a intervenção da autoridade federal e dos Estados federados em matéria religiosa e consagra a plena liberdade de cultos e, sendo a religião Asatrú uma crença natural, os cultos não oferecem nenhum tipo de impacto negativo sobre os locais, que são áreas de preservação.

Ao contrário, a preservação da fauna e flora da região é parte das atividades religiosas do Castro Suevo – Comunidade Asatruar da Bahia, que organiza eventos internacionais ligados à crença asatruar. Um deles é o Festival Medieval de Lençóis, cuja primeira edição está sendo organizada e prevista para 2019.

O Ásatrú foi por muito tempo a religião de diversos povos do Norte da Europa, suas raízes são Indo-Europeias e isto significa que tem as mesmas raízes das religiões e culturas dos Celtas. A religião foi totalmente obliterada por uma campanha genocida e violenta praticada pelo antigo Cristianismo. Os Antigos Nórdicos eram povos fortes, mas mesmo com uma intensa tradição cultural, não intencionavam converter outros povos às suas crenças.

Jornal da Chapada

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.