Chapada: Profissionais da saúde ampliam debates das redes Cegonha e Vida durante fórum em Itaberaba

Postado em jun 18 2018 - 4:12pm por Jornal da Chapada

O encontro, realizado na última semana, discutiu ações e estratégias para o enfrentamento da Sífilis e da Sífilis Congênita, com destaque para o manejo clínico e epidemiológico | FOTO: Divulgação/Secom |

O anfiteatro do Centro de Artes e Esportes Unificados (Praça CEU) foi palco de mais uma ação afirmativa da prefeitura do município de Itaberaba, na Chapada Diamantina, via Secretaria Municipal da Saúde (Sesau), em parceria com o Governo da Bahia, através da Secretaria de Estado da Saúde da Bahia (Sesab) – por meio da Núcleo Regional de Saúde Centro Leste, com a realização do Fórum da Rede Cegonha/Rede Vida Itaberaba. Esse encontro reuniu profissionais da Saúde, entre médicos, enfermeiros, odontólogos e psicólogos para discutirem a rede materno-infantil de Itaberaba e das cidades que compõem a Região de Saúde. O encontro, realizado na última semana, discutiu ações e estratégias para o enfrentamento da Sífilis e da Sífilis Congênita, com destaque para o manejo clínico e epidemiológico.

Segundo a enfermeira Lana Moares, que ministrou palestra no Fórum, o país vem enfrentando uma epidemia de Sífilis, por esta razão, é necessário capacitar as equipes de saúde para um diagnóstico, tratamento, combate e notificação da doença mais eficientes e dinâmicos. Ela destacou, ainda, a participação do Diretoria de Atenção Básica (DAB) da Sesab com o mapeamento da Sífilis na Bahia. “A gente precisa instrumentalizar as equipes, tanto em Itaberaba como em toda a Base Regional, sobre como diagnosticar, tratar, interromper a cadeia de transmissão e notificar a Sífilis. Hoje, nós vimos isso aqui nesse encontro. É importante destacar a participação da DAB/Sesab, nesse encontro, com os indicadores da doença em nosso estado que como estamos e aponta onde precisamos melhorar”, disse Lana.

Segundo a enfermeira Lana Moares, que ministrou palestra no Fórum, o país vem enfrentando uma epidemia de Sífilis | FOTO: Divulgação/Secom |

O encontro foi produtivo e contou com a participação de 100% dos médicos e enfermeiros das Unidades de Saúde da Família de Itaberaba e de mais 10 das 14 cidades que fazem parte da Base Regional de Saúde. Além dos profissionais, também participaram desta edição do Fórum, coordenadores, gerentes e outros colaboradores de Itaberaba e região. Itaberaba tem se destacado como cidade-polo de Saúde, recebendo gestantes de todas as demais cidades da Região de Saúde. Fóruns como este são importantes para capacitar a Rede de Atenção Básica e de Vigilância Epidemiológica, tanto do município como de toda a região, para que os pacientes que vêm se tratar na cidade não cheguem apresentando complicação em seu quadro clínico.

Rede Cegonha
A Rede Cegonha é uma rede de cuidados que assegura às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo, a atenção humanizada à gravidez, parto, abortamento e puerpério. Às crianças: direito ao nascimento seguro, crescimento e desenvolvimento saudáveis. Tem como objetivos possibilitar um novo modelo de atenção ao parto, nascimento e à saúde da criança, oferecendo uma Rede de atenção que garanta acesso, acolhimento e resolutividade, além da Redução da mortalidade materna e neonatal.

Rede Vida Itaberaba
A Rede Vida Itaberaba é a rede de Atenção Materno-infantil Municipal e tem sido referência em todo o Estado da Bahia na qualificação da atenção ao pré-natal. A Rede Vida Itaberaba é composta por profissionais que atuam diretamente na Atenção Básica Materno-infantil que realizam estudos mensais e conta com um ambulatório de Vigilância ao Risco Materno, um ambulatório de Obstetrícia, além de garantir todos os exames necessários para o acompanhamento das gestantes, numa ação articulada e intersetorial. As informações são da assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.