Governo diz que não haverá retirada de linhas de ônibus em Salvador; paralisação é descartada

Postado em nov 27 2018 - 4:31pm por Jornal da Chapada



capa

“O Sindicato vai acompanhar de perto esse impasse e lutar até o final para manter os postos de serviço”, diz nota da entidade | FOTO: Arquivo/Adriana Oliveira/TV Bahia |

O governo estadual mudou o discurso sobre o suposto corte de linhas de ônibus na capital baiana. Após o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, afirmar que existe a “necessidade do corte de linhas troncais urbanas e metropolitanas que fazem o mesmo percurso do metrô”, com base no Contrato de Programa assinado entre o Estado e as prefeituras de Salvador e Lauro de Freitas, em reunião com o Sindicato dos Rodoviários, o titular da pasta garantiu que não haverá retirada.

“Na tarde de hoje [segunda-feira, 26 de novembro] a diretoria do Sindicato esteve reunida com o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, para tratar sobre a retirada de linhas de ônibus de Salvador. O secretário admitiu que se expressou mal. Não seria retirada de linhas e sim remanejamento. O Sindicato vai acompanhar de perto esse impasse e lutar até o final para manter os postos de serviço”, informou em comunicado o sindicato.

Segundo o Governo, não haverá extinção das linhas e sim uma restruturação, conforme acordado entre as partes (Estado e prefeituras) no ano passado, sob mediação do Ministério Público da Bahia (MP-BA). Com isso, está descartada a possível paralisação da próxima sexta-feira na capital baiana. Entretanto, o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Salvador e vereador, Hélio Ferreiro (PCdoB), garantiu a realização de uma manifestação da categoria. Com informações do Bocão News.

Leia também

#Salvador: Rodoviários podem paralisar atividades diante da ameaça de extinção de linhas de ônibus

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.