Chapada: Tragédia de Lajedinho completa 5 anos, mas preocupação da população continua

Postado em dez 8 2018 - 5:54pm por Jornal da Chapada
capa

No dia 7 de dezembro de 2013, a cidade foi arrasada por um temporal que durou duas horas e provocou um volume de água esperado para três meses | FOTO: Jornal da Chapada |

Na última sexta-feira (7) completou cinco anos da tragédia que provocou 17 mortes e deixou 600 desabrigados no município de Lajedinho, na Chapada Diamantina. No dia 7 de dezembro de 2013, a cidade foi arrasada por um temporal que durou duas horas e provocou um volume de água esperado para três meses.

Os imóveis destruídos começaram a ser reconstruídos em uma região que será chamada de Loteamento Maria José Pereira de Almeida, em homenagem a uma das vítimas da enchente. Especialistas se reuniram no começo deste ano em um seminário para discutir a tragédia, as obras de reconstrução e prevenção realizadas após o desastre. Mesmo sem respostas referente a conclusão das obras as pessoas resistem.

Em fevereiro deste ano, por exemplo, fortes chuvas caíram na região e levaram preocupação aos moradores de Lajedinho. De acordo com vídeo enviado ao Jornal da Chapada à época, as águas chegaram ao centro da cidade, levando entulhos e lama para as avenidas, apesar de não houve registro de desabrigados.

Jornal da Chapada

Confira fotos da tragédia

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também

Chapada: Lajedinho volta a registrar alagamento depois de fortes chuvas na região; veja vídeo

Chapada: Especialistas discutem em Lajedinho tragédia de 2013, reconstrução e prevenção a desastres

Chapada: Convênio para pavimentação na sede de Lajedinho é publicado no Diário Oficial

Chapada: Obras em Lajedinho não são concluídas e população permanece na expectativa 4 anos após tragédia

Chapada: Chuvas trazem alento para muitos municípios e preocupação para Lajedinho

Chapada: Lajedinho tem situação de emergência reconhecida pela União após novo temporal

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.