Empresa norte-americana planeja investir U$ 60 milhões em maricultura na Bahia

Postado em maio 10 2019 - 12:01pm por Jornal da Chapada

A produção está estimada para começar dois anos após o licenciamento ambiental | FOTO: Carlos Prates/GOVBA |

Em Washington, nos Estados Unidos, o governador Rui Costa assinou um memorando de entendimentos com a Forever Oceans, na última quarta-feira (8), para instalação de empreendimento de maricultura na Bahia. A empresa norte-americana pretende investir U$ 60 milhões na criação de peixes na costa de Ilhéus.

A produção está estimada para começar dois anos após o licenciamento ambiental. A previsão é que sejam gerados 100 empregos diretos e 400 empregos indiretos. Inicialmente, será criada a espécie seriola rivoliana, conhecida como olho de boi. A produção inicial está estimada em 24 meses após a instalação do projeto (tempo necessário para que os peixes atinjam o peso de 2,2 quilos), atingindo a capacidade total em cinco anos.

“Assinamos esse memorando com o grupo americano, visando um importante investimento em alto mar, com tecnologia nova e perspectiva de resultados importantes. Além disso, propomos uma integração da empresa com a Bahia Pesca. Fizemos uma apresentação da nossa estrutura e vamos aguardar a resposta”, revelou o governador.

De acordo com o superintendente de Atração de Investimentos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Paulo Guimarães, “a assinatura representa um novo estágio do desenvolvimento do estado, com a consolidação de uma cadeia produtiva de produção de peixes em grande escala. Hoje, o estado é um grande importador de peixe. Com projetos como esse, à medida que a cadeia for sendo desenvolvida, podemos pensar que, no futuro, seremos auto-suficientes na produção de peixe, que é uma proteína de grande qualidade para a população”.

Paulo, que acompanha o governador na viagem, explicou sobre a proposta de parceria com a Bahia Pesca. “O governador Rui Costa propôs uma parceria entre a Forever Oceans e a Bahia Pesca, onde o Governo do Estado disponibiliza a estrutura e o conhecimento técnico e tecnológico do órgão sobre outras espécies que a eles ainda não tinham pensado em produzir, para que a empresa realize a incubação de matrizes e o desenvolvimento de alevinos para levar para a produção dos peixes em alto mar”.

“Estamos bem impressionados com a Bahia Pesca, com o compromisso do Governo com o meio ambiente e com a estrutura do estado. Estamos felizes por fazer parte desse processo”, afirmou Memphis Holland, membro do Conselho da Forever Oceans. Também acompanham o governador nos EUA os secretários da Casa Civil, Bruno Dauster; da Saúde, Fábio Vilas-Boas; e da Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro. As informações são de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.