CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal
Trending

Bebidas e Petróleo puxam crescimento da produção industrial baiana

Bahia cresceu 4,3%, acima da média, em setembro; Tendência é ganhar novos investimentos, diz SDE

Os setores de bebidas, com 25,3%, e derivados de petróleo (9,7%), foram os responsáveis pelo desempenho positivo da produção industrial baiana, em setembro, com crescimento acima da média nacional. Enquanto a produtividade no país ficou em 0,3%, a Bahia aumentou 4,3% frente ao mês anterior. Os números divulgados pelo IBGE, na última sexta (8), confirmam dados do Panorama de Desenvolvimento Econômico, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), que revelam tendência de elevação de investimentos no mês de outubro.

De acordo com a SDE, houve um crescimento de 22,6% no volume de investimentos previstos para o estado, com os protocolos de intenções assinados em outubro de 2019, em relação ao mesmo período do ano passado. São previstos R$ 985,1 milhões de aporte financeiro, em 10 protocolos, contra R$ 222,8 milhões investidos e oito protocolos assinados, em 2018.

“Os números são animadores e servem como motriz para o Governo do Estado, por meio da SDE, que tem se esforçado para atrair novos empreendimentos e consolidar os já existentes. No acumulado deste ano, temos 98 protocolos de intenções assinados, com previsão total de investimentos de R$ 7,8 bilhões e estimativa de geração de 6,1 mil empregos diretos”, afirma o vice-governador João Leão, secretário da pasta.

O Estado tem 357 empreendimentos incentivados em fase de implantação, totalizando mais de R$ 36 bilhões em investimentos e oferta potencial de 46,5 mil empregos. São 276 empreendimentos com previsão de implantação até 2021, com aporte financeiro estimado em R$ 19,7 milhões, com a geração de 30 mil postos de trabalho. Destaque, o setor de Eletricidade e Gás deverá investir, sozinho, R$ 13,7 bilhões e gerar 4,3 mil empregos diretos e indiretos.

Em 2019, foram implantados 55 empreendimentos incentivados, que investiram R$ 3 bilhões e geraram mais de 3,5 mil novos empregos. Os destaques ficam por conta das implantações da J. Macêdo, em Simões Filho, com investimentos de R$ 148 milhões, e da Be Life Indústria, Comércio e Exportação, em Lauro de Freitas, com geração de 100 novos postos de trabalho e investimento de R$ 7 milhões. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas