Pular para a barra de ferramentas
CidadesCulturaCuriosidadesMenu Principal
Trending

#Bahia: Confira cinco motivos para visitar o Museu Geológico nas férias em Salvador

Os visitantes podem desfrutar de todas essas emoções da Sala do Universo, do planetário, do Salão de Fósseis e da Sala dos Meteoritos.

Como janeiro é o mês das férias escolares, uma boa alternativa de lazer gratuito é conhecer o Museu Geológico da Bahia (MGB), órgão ligado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), que tem um acervo de 27 mil peças e oferece diversas atrações lúdicas e criativas. Os visitantes podem desfrutar de todas essas emoções da Sala do Universo, do planetário, do Salão de Fósseis e da Sala dos Meteoritos. O museu funciona de terça à sexta-feira, das 13h às 18h, sábados e domingos, das 13h às 17h e fica localizado Corredor da Vitória, em Salvador.

Para começar o top 5 do MGB, aos amantes de games, tem o jogo “Viagem Interplanetária” que fica disponível em iPad na Exposição do Universo, da sala do Sistema Solar, e dá a oportunidade de fazer uma viagem aos planetas, permitindo ampliar o conhecimento através da interatividade com perguntas e animações “reais”.

O segundo motivo para visitar o museu é a Sala dos Meteoritos, na qual o visitante aprende e ver que os corpos celestes vagam no espaço desde a forma de estrelas gigantes à microscópicos fragmentos de asteroides. Outra grande atração é o Planetário, composto por uma cápsula inflável, com capacidade para acomodar 15 pessoas, por apresentação, e permite a simulação do sistema solar e seus principais astros. Existe ainda uma coleção de pedras preciosas e cristais.

O quarto motivo é o Salão dos Fósseis, com réplica gigante de um Mastodonte e de outros animais da animais da pré-história. E, por fim, o quinto motivo para ir ao MGB é que toda essa programação é grátis. “Uma das atrações mais procuradas é a exposição sobre o universo e o sistema solar. Oferecemos atrações que contribuem para a formação dos jovens adolescentes e crianças. Por isso, é um grande prazer para nós do Museu oferecer boas perspectivas para os estudantes que vêm nos visitar”, destaca Heli Sampaio, coordenador do MGB. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios