Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEsportesMenu Principal
Trending

Chapada: Única cordilheira brasileira, Serra do Espinhaço é destaque em publicação no estado de Alagoas

O Jornal de Alagoas descreve que a formação da Serra do Espinhaço é datada de mais de 1,5 bilhões de anos geologicamente, nas diversas modificações iniciais que sofreu a terra em formação.

A região da Chapada Diamantina e suas belezas naturais volta e meia são alvos de matérias especiais em diferentes meios de comunicação. Desta vez, um jornal do estado de Alagoas divulgou dados sobre a Cordilheira do Espinhaço, aqui chamada de Serra do Espinhaço, que vai até o estado de Minas Gerais. O texto de Crisólogo Sales aponta que o local é um dos lugares mais impressionantes do Brasil e onde está incrustada a Chapada Diamantina.

E é mesmo impressionante. Se consideramos que a cordilheira é esculpida por milhares de anos pelos ventos, rios e inicialmente pela formação de magmas (líquido vulcânico), com centenas de graus de temperatura e gerou toda essa diversidade de fauna e flora, de rios e nascentes, de cachoeiras e grutas, e até pantanal, só podíamos esperar maravilhas da natureza.

O Jornal de Alagoas descreve que a formação da Serra do Espinhaço é datada de mais de 1,5 bilhões de anos geologicamente, nas diversas modificações iniciais que sofreu a terra em formação. Conforme o jornalista, “grande parte das minas de ferro, manganês, ouro e pedras preciosas do Brasil estiveram sendo exploradas nesta região, principalmente no estado de Minas Gerais. A mineração foi um grande impulsionador do desenvolvimento inicial destas terras”.

Parque Nacional de Boa Nova e Chapada Diamantina

Diversidade
No mesmo texto, o jornalista Crisólogo Sales também descreve o nível de importância da biodiversidade de plantas e animais endêmicos (somente encontrado nesta região em todo o mundo). “Mais da metade dos animais e plantas em risco de extinção de Minas Gerais estão nas Serras do Espinhaço, especificamente na Serra do Cipó, local onde está a maior número de espécies endêmicas registradas no Brasil”.

Ele aponta que outra maravilha da Serra do Espinhaço e da Chapada Diamantina, são os grandes e importantes rios que nascem em suas cabeceiras, como importantes fontes de vida no sertão sem água na Bahia, como o Rio de Contas, Paraguaçu e tantos outros. “A Serra do Espinhaço é considerada reserva mundial da biosfera, por ser uma das regiões mais ricas do planeta em biodiversidade”.

Morro do Pai Inácio

Este slideshow necessita de JavaScript.

Única cordilheira brasileira
Para quem não sabe, a Serra do Espinhaço é considerada a única cordilheira brasileira, com mil quilômetros de extensão e tem sempre de 50 a 100 km de largura. “Foi considerada em 27 de junho de 2005, pela Unesco, como a sétima reserva da biosfera brasileira. Entre as paisagens mais impressionantes, a Chapada Diamantina na Serra do Espinhaço tem pontos obrigatórios para visitação como o Morro do Pai Inácio, a lagoa da Pratinha, as grutas e cavernas, e rios excelentes para banhos”.

E existem inúmeros municípios que abrigam suas belezas naturais. Atualmente existe um fortalecimento do ecoturismo, impulsionado pelo Parque Nacional da Chapada Diamantina, sempre com responsabilidade e cuidados, como fazem os guardiões da região via o ICMBio e seus voluntários. Os principais municípios que vivem do ecoturismo são Lençóis, Mucugê, Palmeiras, Andaraí, Iraquara, Rio de Contas, mas tem ainda os que crescem neste sentido, como Nova Redenção e Itaetê, além de Ibicoara e Piatã.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios