Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalSaúde
Trending

Chapada: Técnicos de enfermagem do Hospital Regional de Seabra repudiam assédio moral de gestora do setor

Na nota enviada para a redação do Jornal da Chapada, os funcionários dizem que mais de oito pessoas teriam se sentido pressionadas e foram obrigadas a pedir demissão, mediante os gritos e palavreados vulgares, praticados pela gerente de enfermagem, durante o exercício profissional.

A equipe de técnicos de enfermagem do Hospital Regional de Seabra, na Chapada Diamantina, emitiu uma nota de repúdio, nesta quarta-feira (11), contra os reiterados atos de assédio moral cometidos pela gerente do setor de enfermagem da unidade hospitalar. Na nota, que foi enviada para a redação do Jornal da Chapada, os funcionários dizem que mais de oito pessoas teriam se sentido pressionadas e foram obrigadas a pedir demissão diante de gritos e palavreados vulgares, praticados pela gerente de enfermagem, durante o exercício profissional.

Essa gerente foi identificada como sendo Leuza Tavares Silva e a reportagem não conseguiu contato com a gestão do Hospital da Chapada, como também é reconhecida a unidade de saúde, para falar do assunto. O documento encaminhado para a imprensa relata ainda que são frequentes os episódios de abuso de poder da gestora e que, sentindo a necessidade de que os códigos de ética profissional sejam preservados, os profissionais decidiram levar à público os desvios de conduta da chefe.

“A equipe de técnicos de enfermagem do Hospital Regional de Seabra vem a público repudiar as ações de pressão e violência cometidas pela gerente do setor de enfermagem Leuza Tavares Silva. Mais de oito funcionários do local já se sentiram pressionados e constrangidos e foram obrigados a pedir demissão, mediante a violência simbólica praticada pela gerente de enfermagem com uso de palavras vulgares e gritos durante o exercício de trabalho dos técnicos de enfermagem, caracteriza-se frequente abuso de poder pela gerente do setor nesse hospital”, aponta a nota.

A nota da equipe técnica do hospital regional detalha que: “Observando a necessidade do cumprimento do código de ética profissional e a Constituição dos direitos humanos, alguns técnicos de enfermagem por direito e dever à sociedade resolvem pronunciar essa nota de repúdio para que ações de violência como essa não se repita no Hospital Regional ou dentro de quaisquer instituições públicas”.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios