Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal
Trending

#Bahia: Governador Rui Costa revela que volta às aulas no estado deve começar pelo nível superior

O chefe do executivo estadual define método de liberação como “cauteloso” e lembra que dois tipos de aglomerações já estão prejudicando o país, sinalizando que não poderá dar margem para que mais um aconteça.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), revelou na manhã desta segunda-feira, (26), durante visita às obras do tramo 3, da Linha 1 do metrô, que o retorno das aulas deverá começar pelo ensino superior na Bahia, que servirá como teste para uma retomada subsequente do ensino médio.

“Estamos avaliando ainda e essa semana devemos tomar alguma posição. Devemos fazer um processo de forma escalonada. Inicialmente, pretendemos liberar para retomar o nível superior, ou seja, universidades; e deixar rodar uma ou duas semanas para ver o comportamento e ir gradualmente liberando. Avançamos para esse conceito de liberar por grupo e o primeiro grupo a ser liberado será o do nível superior. O segundo grupo será o de nível médio, e aí contando também os cursos técnicos de nível médio que serão liberados no segundo grupo”, explicou Costa.

O chefe do executivo estadual define método de liberação como “cauteloso” e lembra que dois tipos de aglomerações já estão prejudicando o país, sinalizando que não poderá dar margem para que mais um aconteça.

“Está ocorrendo no Brasil inteiro e não só na Bahia, dois tipos de aglomerações: As aglomerações das festas clandestinas, dos paredões, das festas noturnas, e as aglomerações fruto de caminhadas eleitorais. Nós temos vistos muita gente aglomeradas em comícios, caminhadas e mini comícios que tem mil, duas mil pessoas juntas. Então não queremos confundir um eventual repique de contaminação com a ideia de retorno às aulas”, ressaltou o governador da Bahia.

Debate
Questionado sobre o debate realizado pela TVE no último sábado, 26, o governador da Bahia afirmou por conta de agendas nas cidades de Conquista e Jequié, ter visto apenas “a última parte”, “as considerações finais”.

“Acho que o debate é sempre é bom e eu sinto e lamento as outras emissoras não realizarem o debate; A população se sente frustrada. Nos EUA nem tem programa eleitoral gratuito e a eleição lá, o que garante a comparação entre os candidatos para a população são os debates”, comparou o governador da Bahia.

O governador voltou a parabenizar a Band e a TVE pela realização dos debates: “acho que fica claro para a população a diferença de um candidato para o outro, as propostas, eu, pelo menos, nas considerações finais eu vi claramente a diferença de segurança, de preparo e de conteúdo entre os candidatos”.

O governador espera que ocorram outros debates “mesmo que não seja de televisão; que rádios, blogs ou instituições façam”. As informações são do portal Metro1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios