CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíticaTop
Trending

#Vídeos: Doria rebate Pazuello e diz que “não há um centavo do governo federal”; Ministério diz que vacinação começa quarta

O tucano afirmou estar “atônito” com o que disse Pazuello. “Diz que foi com o dinheiro do SUS, é inacreditável”, comentou.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), rebateu o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que afirmou neste domingo (17), que a Coronavac, que teve uso emergencial aprovado pela Anvisa nesta tarde, foi financiada “sem um centavo de São Paulo”.

O tucano afirmou estar “atônito” com o que disse Pazuello. “Diz que foi com o dinheiro do SUS, é inacreditável”, comentou. “Não há 1 centavo (do SUS) até agora para vacina, nem estudo, compra, pesquisa, nada”, acrescentou.

Doria cobrou que o ministro trabalhe pela saúde. “Chega de mentira”, afirmou. “Seja honesto, decente”, atacou, na sequência. O governador paulista disse também ser necessário “um pingo de humildade” do governo federal.

“Eu sei que é difícil ao senhor (Eduardo Pazuello) e ao Jair Bolsonaro, mas tenham um pingo de humildade para reconhecer o esforço de São Paulo para oferecer a vacina aos brasileiros”, disse. De acordo com o tucano, o Estado destinará as vacinas que cabem ao ministério e a São Paulo. A previsão é de que a entrega ocorra amanhã.

Doria assegurou ainda que enviará, fora das cotas estaduais, mais 50 mil doses a profissionais de saúde do Amazonas. Ele afirmou que essa remessa irá de avião. “Não confio no Ministério da Saúde”, atacou. O governador afirmou ainda que o presidente Jair Bolsonaro “faz golpes de morte” em sua política de enfrentamento à covid-19. “O golpe de morte é o que dá Jair Bolsonaro e a incompetência do seu governo”, disse.

Hospitais
Doria também afirmou que começa nesta segunda-feira, 18, o plano logístico para distribuição de vacinas em hospitais no Estado de São Paulo.

Doria explicou que a vacinação começa primeiro pelo Hospital da Clínicas, em São Paulo, e depois pelos hospitais de Ribeirão Preto, Marília, de Campinas (Unicamp), Botucatu (Unesp), Hospital de Base de São José do Rio Preto. “E na sequência para todos os hospitais públicos e privados”, afirmou o governador.

Duas vacinas foram aprovadas e a vacinação começa esta semana em todo o país | FOTO: Montagem/YouTube |

Início da vacinação
A vacinação contra a covid-19 começa na próxima quarta-feira (20), às 10h, em todo o país, para os grupos prioritários. O anúncio foi feito neste domingo, pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante coletiva no Rio de Janeiro.

Segundo o ministro, serão inicialmente 3 milhões de pessoas a serem vacinadas, com duas doses cada uma, totalizando 6 milhões de doses da CoronaVac, produzida pela empresa chinesa Sinovac e o Instituto Butantan. O uso emergencial da CoronaVac foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Distribuição
Pazuello comentou como deverá ser o processo de vacinação, a partir de quarta-feira, sendo que a responsabilidade da operação logística será dos municípios, definindo quem são os grupos prioritários a receberem as primeiras doses. Segundo o ministro, as doses começarão a ser entregues aos estados a partir das 7h desta segunda-feira (18), com apoio do Ministério da Defesa, com deslocamento aéreo.

“Os grupos prioritários são mais controlados. Idosos em instalações de longa duração, que a vacina vai até eles, profissionais de saúde que estão na linha de frente, em que forma de comunicação é em outro nível, vai no aplicativo Conecte SUS, onde faz a inscrição para a vacinação, os índios aldeados, [que a vacinação] vai até a aldeia. Então esses grupos iniciais são mais simples de serem trabalhados. Isso vai dando tempo para a estrutura se organizar para os públicos maiores. Neste momento, os prioritários são muito mais simples de se fazer. E isso está no plano de execução do município, que executa a vacinação”, explicou o ministro. As informações são da IstoÉ e da Agência Brasil.

Assista a entrevista coletiva:

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios