CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíticaTop
Trending

#Chapada: Foto publicada pela deputada Ivana Bastos ao lado do ex-prefeito de Mucugê vira motivo de chacota nas redes

“Essa publicação seria cômica, se a situação que esse indivíduo deixou o município não fosse trágica. Vergonha não é creme para se passar”. “A vergonha, vai passar no débito ou no crédito?”. Esses foram alguns dos comentários de internautas sobre a imagem da deputada com Manoel Luz.

A deputada estadual Ivana Bastos (PSD) publicou uma foto, em seu perfil de rede social, ao lado do ex-prefeito de Mucugê, na Chapada Diamantina, Manoel Luz (PSD), enaltecendo o mandato exercido pelo ex-gestor em frases de admiração, caracterizando como “exemplar” o trabalho realizado. No entanto, a publicação da parlamentar foi motivação para muitos comentários desagradáveis sobre a atuação de Manoel.

De acordo com o texto da deputada, o ex-prefeito não só “lutou e se dedicou, como colocou o município como prioridade em sua vida”. Ivana ainda estimula o retorno de Manoel à administração do município de Mucugê. “Sei que dentro de você permanece acesa a chama para fazer de Mucugê uma cidade cada vez mais próspera. Tenho orgulho de trabalhar ao seu lado e você [Manoel Luz], continua com um lugar especial em ‘nosso’ mandato”, conclui a deputada.

E os comentários não foram nada agradáveis para ambos os políticos. “A vergonha, vai passar no débito ou no crédito?”, foi um dos comentários que repudiaram a publicação da deputada, no último sábado (23), apoiando o antigo gestor. Manoel Luz foi protagonista de diversas polêmicas durante seu mandato. Foi sentenciado, em outubro do ano passado, pela Justiça Eleitoral de Andaraí, em mais de R$53 mil por fazer levantamento de pesquisas eleitorais falsas, antes de ser derrotado nas urnas nas últimas eleições municipais, em 15 de novembro de 2020 (lembre aqui).

“Saiu devendo todos os funcionários e credores. Esse é um gestor?”. “Funcionários sem receber seus salários de dezembro de 2020 e férias. E você quer que volte?”, seguiram os outros comentários que relatam o início do ano de 2021, quando servidores públicos denunciaram a falta de pagamento do mês de dezembro e das férias de direito dos funcionários, além do não pagamento a credores e fornecedores, conhecido como “o maior calote da história de Mucugê”, sendo que o extrato bancário da prefeitura apontava o recebimento na quantia de mais de R$1 milhão para os devidos fins (reveja aqui).

“Essa publicação seria cômica, se a situação que esse indivíduo deixou o município não fosse trágica. Vergonha não é creme para se passar”, continua nos comentários sobre a publicação da deputada estadual. “Pior prefeito que Mucugê já teve”, completa outro internauta. A publicação e mais comentários podem ser conferidos no final desta publicação.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios